Christina Lemos Brasileiros com cidadania italiana ainda podem viajar à Itália

Brasileiros com cidadania italiana ainda podem viajar à Itália

Apesar da proibição anunciada ontem a povos de diversos lugares do mundo por causa da covid-19, quem tem origem no país europeu ainda é aceito 

Aeroportos fechados na Itália para conter pandemia

Aeroportos fechados na Itália para conter pandemia

Telenews via EFE - EPA - 1.7.2020

Os brasileiros com cidadadania italiana conseguem driblar a proibição imposta na quinta-feira (9) de entrada no país europeu. A Itália fechou seus aeroportos e fronteiras para cidadãos de diversas parte do mundo para tentar conter o avanço da covid-19.

Por terem passaporte italiano, os brasileiros têm o direito de ir ao país, mas são obrigados a ficar 14 dias de quarentena por terem saído de um local considerado com alto número de infecções do novo coronavírus.

Além do Brasil, estão proibidos de entrar no país pessoas da Armênia, Bahrein, Bangladesh, Bósnia-Herzegovina, Chile, Kuwait, Macedônia do Norte, Moldávia, Omã, Panamá, Peru e República Dominicana. "Não podemos deixar que os sacrifícios feitos pelos italianos nos últimos meses sejam em vão", declarou o ministro.

No texto em que anuncia as proibições, o governo italiano deixou claro que são exceções "cidadãos italianos", além de moradores da União Europeia, do Reino Unido, Andorra, do Principado do Mônaco, da República de São Marinho ou da Cidade Estado do Vaticano e de seus parentes próximos (descendentes e coabitantes ascendentes, cônjuge, parte de uma união civil, parceiro estável).

Últimas