Operação Lava Jato

Christina Lemos Doria age em território de Moro e filia líder do Podemos

Doria age em território de Moro e filia líder do Podemos

Presidente do partido no Paraná, César Silvestri Filho, entrou para o PSDB e reforçará palanque de Doria em reduto do ex-juiz

O governador João Doria: resposta prática à provocação do adversário Sérgio Moro

O governador João Doria: resposta prática à provocação do adversário Sérgio Moro

Reprodução/Instagram

Houve festa no núcleo da campanha do governador João Doria nesta semana e a comemoração teve um sabor especial: o sucesso de um duro “golpe especulativo” no reduto do adversário, Sérgio Moro. O PSDB de Doria acaba de filiar o presidente do Podemos no Paraná, César Silvestri Filho, que tenta legenda para candidatar-se ao governo do estado.

O movimento sepulta de vez as chances de uma aproximação entre oponentes de Bolsonaro e Lula para formação de uma corrente de terceira via. E responde a recentes declarações de Moro sobre o fraco desempenho de Doria nas pesquisas. “Não faz sentido eu desistir em prol de alguém que tem 1%, 2%, 3%”, afirmou o ex-titular da Lava Jato.

“A casa tucana o recebe de braços abertos”, celebrou Doria, em encontro ocorrido no Palácio dos Bandeirantes. Tucanos de alta plumagem participaram do ato de filiação, como o ex-governador do Paraná Beto Richa e o presidente do partido, Bruno Araújo.

Silvestri Filho é considerado um dos articuladores da ida de Moro para o Podemos. Também atuou na filiação do ex-procurador Deltan Dallagnol à legenda. Agora, em nova casa, promete reforçar o palanque de Doria no Paraná.

O entorno de apoiadores do governador paulista também faz circular a hipótese de que Moro estaria descontente com a pouca estrutura e a falta de capilaridade do Podemos — o que vem dificultando sua campanha. O ex-juiz estaria considerando a possibilidade de migrar para o futuro União Brasil, que resultará da fusão de Dem e PSL.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas