José Serra se diz surpreso e cita espetacularização em ação da PF

Senador foi alvo de mandado de busca e apreensão pela segunda vez em julho por causa das contas da campanha eleitoral de 2014

Serra foi alvo de nova operação da PF hoje

Serra foi alvo de nova operação da PF hoje

Jane de Araújo/Agência Senado - 09.10-2019

O senador José Serra emitiu uma nota oficial, nesta terça-feira (21), sobre a operação da PF (Polícia Federal) que cumpriu mandados de busca e apreensão ligados a ele.

Serra disse ter sido surpeendido pela "nova e abusiva operação" da PF em seus endereços e "jamais foi ouvido" nas investigações.

O parlamentar afirmou ainda que há uma espetacularização esse tipo de ação no Brasil, reforçou que nunca recebeu vantagens indevidas e pediu celeridade no esclarecimento do fato, de forma que não "prosperem acusações falsas que atinjam sua honra."

Leia a nota na íntegra:

"O senador José Serra foi surpreendido esta manhã com nova e abusiva operação de busca e apreensão em seus endereços, dois dos quais já haviam sido vasculhados há menos de 20 dias pela Polícia Federal. A decisão da Justiça Eleitoral é baseada em fatos antigos e em investigação até então desconhecida do senador e de sua defesa, na qual, ressalte-se, José Serra jamais foi ouvido.

José Serra lamenta a espetacularização que tem permeado ações deste tipo no país, reforça que jamais recebeu vantagens indevidas ao longo dos seus 40 anos de vida pública e sempre pautou sua carreira política na lisura e austeridade em relação aos gastos públicos. Importante reforçar que todas as contas de sua campanha, sempre a cargo do partido, foram aprovadas pela Justiça Eleitoral.

Serra mantém sua confiança no Poder Judiciário e espera que esse caso seja esclarecido da melhor forma possível, para evitar que prosperem acusações falsas que atinjam sua honra.

Assessoria de imprensa
senador José Serra (PSDB/SP)"