Christina Lemos Primeiro-ministro italiano sobre Battisti: "Acabou a boa vida"

Primeiro-ministro italiano sobre Battisti: "Acabou a boa vida"

Matteo Salvini determinou “homens e meios já” para levá-lo de volta para a Itália, onde está condenado à prisão perpétua por triplo homicídio

Battisti após a prisão

Battisti após a prisão

Gazeta Digital

A prisão de Cesare Battisti por agentes italianos neste sábado na cidade de Santa Cruz della Sierra, na Bolívia, foi motivo de comemoração para autoridades italianas, em particular o ministro do interior Matteo Salvini, que declarou em sua página no Facebook: “Acabou a boa vida!”, postando também uma foto-montagem de Battisti sentado em uma cadeira em plena praia. Salvini também determinou prioridade para a extradição, ao ordenar “meios e homens já!” para a tarefa.

Salvini agradeceu as autoridades brasileiras e particularmente o presidente: “Bolsonaro teve palavra. Foi um de suas prioridades depois da eleição”. E completou: “Mudou o clima político internacional. A honra, a justiça e o respeito voltaram a valer alguma coisa”, declarou, segundo Agência Ansa.

Por meio post em rede social, também declarou que Battisti é “um delinquente, que não merece uma cômoda vida na praia, mas sim terminar os seus dias na prisão”. Autoridades diplomáticas da Itália no Brasil, no entanto, trabalham com a possibilidade de Cesare Battisti ser primeiramente devolvido ao Brasil para extradição.