Christina Lemos Relator do Auxílio Brasil duvida do novo valor do benefício

Relator do Auxílio Brasil duvida do novo valor do benefício

O deputado Marcelo Aro (PP/MG) espera novo recuo do governo e diz que não há como pagar o benefício de R$ 400 sem extrapolar o teto de gastos

O deputado Marcelo Aro, relator do Auxílio Brasil: novo benefício custaria R$ 85 bilhões aos cofres públicos

O deputado Marcelo Aro, relator do Auxílio Brasil: novo benefício custaria R$ 85 bilhões aos cofres públicos

Reprodução/Facebook

O relator do programa Auxílio Brasil, deputado Marcelo Aro (PP/MG), excluído das reuniões e dos estudos para a fixação do novo valor a ser pago pelo programa, desacredita da capacidade do governo de pagar um benefício mínimo permanente de R$ 400 a partir de novembro aos beneficiários do antigo Bolsa Família. “O custo estimado é de mais de R$ 85 bilhões”, declarou. O valor está muito acima da expectativa do parlamentar, que não acredita na possibilidade de o governo desembolsar esse volume de recursos, de forma permanente, sem extrapolar o teto de gastos.

Nesta quarta, o presidente Bolsonaro prometeu que o valor seria o patamar mínimo do benefício, com respeito ao limite de gastos. O deputado diz acreditar que haverá novo recuo, uma vez que não foi apontada a fonte para o pagamento.

Ao blog, o ministro João Roma, do Cidadania, afirmou ainda não estar definida a data para o anúncio oficial da medida. "Haverá uma tramitação ainda", declarou. 

Últimas