Refletindo Sobre a Notícia por Ana Carolina Cury Estudos provam que lockdown não é unanimidade entre especialistas #ochoroélivre

Estudos provam que lockdown não é unanimidade entre especialistas #ochoroélivre

Ao contrário do que dizem jornalistas, a ciência divide opiniões sobre a imposição de medidas de bloqueio completo

Em meio a uma pandemia que assola vidas, temos acompanhado uma imprensa posicionada, nada imparcial. Me entristeço ao afirmar que o jornalismo exposto nos noticiários se tornou muito mais opinativo do que apenas informativo.

Arrisco dizer que muitos dos meus colegas de profissão são a favor do lockdown. Não há problema em ter essa opinião, mas há sim em querer impor seus pensamentos aos espectadores. Diante desse cenário, algumas falas têm causado controvérsia, como a de uma apresentadora que viralizou ontem. "As medidas restritivas de circulação estão se espalhando e os especialistas são unânimes em dizer que essas são medidas indispensáveis agora para conter a circulação do vírus. O choro é livre, não dá para a gente reclamar, é isso que tem".

Não demorou muito para a #GloboLixo chegar à lista de assuntos mais comentados do Twitter. A repercussão foi negativa, porque as pessoas estão cansadas de ouvir "fica em casa" de quem está na rua, com seu emprego garantido, enquanto elas estão perdendo tudo o que conquistaram "ficando em casa, com medo".

Ironia em fala de apresentadora sobre lockdown gera revolta nas redes sociais

Ironia em fala de apresentadora sobre lockdown gera revolta nas redes sociais

Reprodução / Twitter

Assim, para os críticos, essa e tantas outras falas similares são elitistas e insensíveis com quem passa por dificuldades econômicas em decorrência da pandemia e das medidas de restrição.

O cantor Ivo Meirelles, por exemplo, usou a conta oficial dele no Instagram para mostrar sua indignação. "Para quem está com o salário em dia, é fácil dizer que o choro é livre." O jornalista Rica Perrone também não ficou calado. "Esse é o retrato do jornalismo da Globo. Primeiro que é mentira, não é unânime."

Estudos desmentem afirmação

Rica está correto. O lockdown não é unanimidade entre os pesquisadores, pelo contrário, divide opiniões. Vários estudos mostram isso. Uma pesquisa dinamarquesa, por exemplo, divulgada em dezembro do ano passado, afirmou que o lockdown local não teve nenhum efeito na taxa de infecção dos onze municípios analisados.

Um pesquisador da Universidade de Edimburgo, na Escócia, concluiu que as infecções na Grã-Bretanha já estavam diminuindo antes mesmo do lockdown começar.

Em julho do ano passado, outra análise, publicada pela revista britânica The Lancet pontuou que não se observou redução de mortalidade em países que fecharam suas fronteiras ou aplicaram o bloqueio total. Em uma comparação entre 50 países, a covid-19 foi mais mortal em lugares com população idosa e com maior taxa de obesidade.

Estudos feitos em diferentes países mostram que lockdown não foi eficiente para evitar a proliferação do vírus

Estudos feitos em diferentes países mostram que lockdown não foi eficiente para evitar a proliferação do vírus

Alaa Badarneh/EFE/EPA - 06.03.2021

A Organização Mundial da Saúde (OMS) também chegou a se posicionar e alertou os líderes contra confiar nos lockdowns para combater os surtos de covid-19.

O Dr. David Nabarro, ex-candidato do Reino Unido para chefiar a OMS e atual Enviado Especial para covid-19 da organização, disse que essas medidas restritivas devem ser tratadas apenas como último recurso e afirmou que a única coisa que os lockdowns conseguiram foi aumentar a pobreza. "Nós, na Organização Mundial da Saúde, não defendemos os lockdowns como o principal meio de controle desse vírus", concluiu.

O choro é livre

Em junho do ano passado, o Peru impôs um dos primeiros e mais rigorosos lockdowns da América Latina para tentar impedir a propagação do novo coronavírus. Mas, não adiantou, e o país de tornou o sexto com o maior número de casos confirmados no mundo.

Até mesmo o Conselho Regional de Medicina do Distrito Federal (CRM-DF) se posiciounou, no início do mês, contra o lockdown como medida de controle da pandemia.

Acredito que não preciso mostrar mais dados para provar que os especialistas NÃO são unânimes em achar que o lockdown é uma medida indispensável para conter a circulação do vírus...

Por isso, se faz necessário que nós, enquanto população, tomemos muito cuidado com o que aceitamos como verdade para formar nossas opiniões. Estamos diante de um cenário globalizado, com diversas opções de fontes, mas com pouca ou quase nenhuma qualidade.

Últimas