Rio de Janeiro Adolescente de 16 anos é morta com 13 tiros por ex-namorado no Rio

Adolescente de 16 anos é morta com 13 tiros por ex-namorado no Rio

Menor assumiu autoria do crime e se entregou à polícia. Em trocas de mensagens encontradas no celular da vítima, polícia descobriu ameaças

feminicídio

Rayane foi morta com 13 tiros

Rayane foi morta com 13 tiros

Reprodução/RecordTV

O menor suspeito de matar a ex-namorada Rayane Barroso de Castro, de 16 anos, em Guadalupe, na zona norte do Rio de Janeiro, confessou a autoria do crime e se entregou à polícia. Segundo as investigações, ele teria envolvimento com o tráfico de drogas da região.

Rayane foi morta com 13 tiros pelo jovem, um adolescente da mesma idade, na manhã do último sábado (10). Em uma moto, o rapaz levou a menina da casa onde ela morava até um local afastado e a executou.

Ex-companheiro é preso suspeito de matar jovem com faca de churrasco

Desde o fim do relacionamento, Rayane estava sofrendo ameaças de morte. A família não tinha conhecimento das mensagens até a polícia encontrar o conteúdo no celular da jovem.

Em uma das últimas conversas entre os dois, o menor escreveu:

"Se você ficar de graça, vai acabar acontecendo uma desgraça entre a gente".

"Eu não tenho mais nada para conversar com você, vai viver a sua vida", respondeu Rayane.

"Eu vou viver a minha vida, mas você não vai poder viver a sua. Se a gente não ficar junto, eu vou te matar", ameaçou o ex-namorado da jovem.

Diante das mensagens, a família defende que o crime foi premeditado. “O que ele fez foi covardia. Minha filha trabalhava e estudava, era uma garota sorridente e alegre, e ele destruiu a vida dela, a minha vida e a vida da mãe dela”, desabafou pai da vítima, Marcos Paulo, em entrevista à RecordTV.

O velório de Rayane está previsto para a tarde desta sexta-feira (16), no cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap, na zona oeste do Rio.

*Estagiária do R7, sob supervisão de Bruna Oliveira