Rio de Janeiro Câmara do Rio aprova projeto que proíbe monetização de conteúdos de vereadores na internet

Câmara do Rio aprova projeto que proíbe monetização de conteúdos de vereadores na internet

Agora, proposta vai seguir para promulgação pelo presidente da Casa, Carlo Caiado (sem partido)

Vereadores aprovaram projeto nesta terça (26)

Vereadores aprovaram projeto nesta terça (26)

Divulgação/ Câmara dos Vereadores do Rio

Após as denúncias envolvendo vídeos publicados pelo vereador Gabriel Monteiro, a Câmara Municipal do Rio aprovou, nesta terça-feira (26), o projeto de emenda à Lei Orgânica 8/2022, que proíbe parlamentares de monetizar conteúdos na internet produzidos no exercício da função pública. Agora, a proposta vai seguir para promulgação pelo presidente da Casa, vereador Carlo Caiado (sem partido).

A monetização em redes sociais é a remuneração paga conforme a visualização e cliques nos anúncios veiculados nos vídeos e/ou postagens mais relevantes.

Para os autores do projeto, transformar as funções parlamentares, obrigações e prerrogativas do vereador em ganhos financeiros foge à ética e à moral do fazer público.

“Essa Câmara inova ao proibir o financiamento de canais e programas de comunicação na internet quando o conteúdo é a própria atividade pública, já devidamente remunerada. Lucrar para além da nossa remuneração com atividades inerentes às prerrogativas do mandato, nunca mais! Esse é um passo republicano para cortar qualquer promiscuidade entre o interesse público e o privado”, disse o autor da proposta, Chico Alencar (PSOL).

Também assinam a matéria os vereadores Tarcísio Motta (PSOL), Monica Benicio (PSOL), Thais Ferreira (PSOL), Paulo Pinheiro (PSOL), William Siri (PSOL), Dr. Marcos Paulo (PSOL), Carlo Caiado (sem partido), Lindbergh Farias (PT), Reimont (PT), Tainá de Paula (PT), Welington Dias (PDT), Marcio Santos (PTB), Átila A. Nunes (PSD), Pedro Duarte (Novo), Waldir Brazão (Avante), Rocal (PSD), Vitor Hugo (MDB), Inaldo Silva (Rep), Marcelo Diniz (SD), Laura Carneiro (sem partido), Teresa Bergher (Cidadania), Alexandre Isquierdo (União), Jorge Felippe (União), Rosa Fernandes (PSC), Rafael Aloísio Freitas (Cidadania), Eliseu Kessler (PSD), Eliel do Carmo (DC), Cesar Maia (PSDB), Dr. Carlos Eduardo (PDT), Luciano Medeiros (PSD), Marcos Braz (PL), Felipe Michel (PP), Vera Lins (PP) e Dr. Gilberto (PTC).

Últimas