Rio de Janeiro Cinco suspeitos são identificados em caso de racismo contra aluna no Rio 

Cinco suspeitos são identificados em caso de racismo contra aluna no Rio 

Delegada Juliana Almeida disse que mensagens são ofensivas em razão de etnia e gênero. Adolescente vão ser chamados para prestar depoimento 

Alunos sugeriram venda da jovem em mensagens

Alunos sugeriram venda da jovem em mensagens

Reprodução/ Record TV Rio

A Polícia Civil identificou, nesta sexta-feira (22), cinco adolescentes que são suspeitos de praticarem racismo contra uma aluna do colégio Franco-Brasileiro, em Laranjeiras, na zona sul do Rio de Janeiro.

Veja também: Crivella se reúne com comitê para discutir reabertura gradual no Rio

De acordo com a delegada Juliana Almeida, titular da 9ª DP (Catete), os alunos vão ser intimados a comparecer à delegacia, acompanhados de representantes legais, para prestarem depoimento sobre o fato.

A vítima e os pais da adolescente de 15 anos foram ouvidos na noite da quinta-feira (21). A estudante, filha de senegaleses, denunciou que, entre as ofensas, um dos alunos sugeriu a venda dela pela internet em grupo de troca de mensagens por aplicativo. As imagens das conversas foram anexadas à investigação. 

A delegada do caso informou que o conteúdo à jovem em razão da sua etnia e gênero.

Ainda segundo Juliana Almeida, um representante da direção da escola também vai ser chamado para prestar esclarecimentos.

Após os depoimentos, o procedimento será encaminhado ao MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro).

Em nota, o colégio Franco-Brasileiro afirmou que não tolera qualquer tipo de atitude racista ou discriminatória e que enviaram um documento ao Conselho Tutelar para que eles apurem o caso.

*Sob supervisão de Bruna Oliveira

Últimas