Rio de Janeiro Crivella critica liberação de recursos do governo federal para o RJ

Crivella critica liberação de recursos do governo federal para o RJ

Prefeito da cidade afirma que "já passou da hora" de melhorar a situação da cidade, mas não há dinheiro suficiente para isso

Temporal no Rio de Janeiro

Rio de Janeiro está em estágio de crise

Rio de Janeiro está em estágio de crise

Divulgação/Prefeitura do Rio

O prefeito do Rio de Janeiro Marcelo Crivella criticou a relação do governo federal com o Rio de Janeiro na manhã desta terça-feira (9), em coletiva de imprensa para falar sobre o temporal que atingiu a cidade

Segundo o prefeito, a cidade enfrenta dificuldades para conseguir recursos do governo federal e que não há dinheiro suficiente para investir e melhorar a situação para os moradores. Até o momento, a cidade não conseguiu liberação de verba para o Minha Casa Minha Vida e para o PAC das Encostas. 

"O Rio de Janeiro envia para Brasília 160 milhões por ano, de Imposto de Renda de todas nossas empresas e dos cariocas. Recebemos de Brasília, com muita dificuldade, R$ 5 milhões", afirma. O prefeito diz que existem estudos para retirar os cariocas das encostas de morros e de lugares perigosos para se morar, mas não há dinheiro. 

Crivella diz que, desde o começo da gestão de Jair Bolsonaro, não houve assinatura de nenhuma proposta para a cidade com o Ministério do Desenvolvimento Regional. "Nossas parcerias com o governo federal, nesse primeiro ano, pratciamente pararam", critica. 

Segundo Crivella, a ausência das propostas faz com que o Rio de Janeiro tenha mais gastos com o pagamento de aluguel social para as famílias afetadas pelas fortes chuvas. Para ele "já passou da hora" de melhorar escolas e dar melhores condições de moradia, mas não há dinheiro para tal. 

Crivella criticou a estrutura de Brasília que, segundo ele, "consome recursos imensos e as cidades ficam sem recursos". "Até quando as cidades vão enviar valores imensos para brasilia e não receber em troca"?