Rio de Janeiro Crivella enviará profissionais da saúde e medicamentos ao Líbano

Crivella enviará profissionais da saúde e medicamentos ao Líbano

Prefeito decretou luto oficial de três dias pela morte de dezenas de vítimas em uma explosão no porto de Beirute. Rio é a 2ª maior colônia libanesa do Brasil

  • Rio de Janeiro | Isabela Afonso, do R7*, com Record TV Rio

Crivella decretou 3 dias de luto em homenagem às vítimas de Beirute

Crivella decretou 3 dias de luto em homenagem às vítimas de Beirute

Reprodução / RecordTV

O prefeito Marcelo Crivella decretou, nesta quarta-feira (5), luto oficial de três dias no Rio de Janeiro pela morte de dezenas de vítimas da explosão em Beirute, no Líbano.

Crivella anunciou que vai enviar profissionais da saúde, entre eles cirurgiões, anestesistas e ortopedistas, e medicamentos, como analgésicos, antibióticos e soros, para ajudar os sobreviventes da tragédia.

Leia mais: Hospitais de Beirute ficam lotados de feridos após megaexplosão

"Nós estamos prestando essa homenagem ao Líbano porque o Rio de Janeiro, desde o século 19, recebeu muitos libaneses que vieram aqui morar e nos ajudar a construir a nossa cidade. Somos a segunda maior colônia de libaneses no Brasil e no mundo. Estamos unidos nessa ajuda para que aquele país supere essa tragédia terrível", disse Crivella.

Leia mais: RJ: Prefeitura anuncia homenagem às vítimas da covid-19 em Réveillon

À Record TV Rio,  o prefeito disse que em conversa com o cônsul geral do Líbano, Alejandro Bitar, foi informado de que a devastação da capital devido à explosão ocorrida no porto de Beirute, na terça (4), superou os 15 anos de guerra civil naquele país e que a proporção da tragédia é incalculável.

Assista ao vídeo:

*Estagiária do R7, sob supervisão de Bruna Oliveira

Últimas