Rio de Janeiro "Ele ia entregar o celular", diz tia de jovem militar morto em assalto em Nova Iguaçu (RJ)

"Ele ia entregar o celular", diz tia de jovem militar morto em assalto em Nova Iguaçu (RJ)

Luiz Elias Vieira de Mello, de 21 anos, foi baleado por criminosos enquanto esperava a mãe em ponto de ônibus na via Dutra

  • Rio de Janeiro | Victor Tozo, do R7*, com Record TV Rio

Luiz Elias esperava a mãe quando foi baleado

Luiz Elias esperava a mãe quando foi baleado

Reprodução/Record TV Rio

A tia do militar da Aeronáutica Luiz Elias Vieira de Mello, de 21 anos, assassinado em uma tentativa de assalto em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, afirmou que o jovem foi morto por criminosos que queriam levar seu celular.

"Ele ia entregar o celular, mas levou um tiro no peito e caiu. Ela [a mãe de Elias] correu, mas quando chegou ele já estava gelado", contou Eloísa Fortunato. Testemunhas disseram que o jovem estava com o aparelho na mão para ceder aos ladrões.

Luiz Elias esperava a mãe, que voltava do trabalho, em um ponto de ônibus na noite de quinta-feira (26), na rodovia Presidente Dutra, o que era um costume devido à violência na região. Ela presenciou o momento em que o filho foi atingido.

A tia do jovem contou que ele estava feliz com o celular, que havia comprado recentemente, e o descreveu como um filho carinhoso e amoroso.

Luiz Elias era soldado da Força Aérea Brasileira há três anos e tinha o sonho de seguir a carreira militar. O jovem será sepultado no cemitério de Nova Iguaçu, no sábado (28), às 14h.

A morte de Luiz Elias é investigada pela Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense, que realizou perícia no local do crime e busca identificar os autores.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Bruna Oliveira

Últimas