Rio de Janeiro Grávida é encontrada morta dentro de casa na Baixada Fluminense

Grávida é encontrada morta dentro de casa na Baixada Fluminense

Ex-companheiro é o principal suspeito de matar Katyara Pereira da Silva; ela é segunda grávida morta no Estado nesta segunda-feira (12) 

grávida morta 

Uma grávida foi encontrada morta em casa no bairro Parque São José, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, nesta segunda-feira (12). De acordo com informações da Delegacia de Duque de Caxias (59ª DP), o principal suspeito do assassinato de Katyara Pereira da Silva é o ex-companheiro, Matheus Almeida da Silva.  

Katyara chegou a ser levada pelo ex-sogro ao Hospital Municipal Doutor Moacir do Carmo, em Duque de Caxias, mas morreu antes de chegar à unidade. Ainda segundo a delegacia, ela foi encontrada pelo proprietário da casa, identificado como Carlos Alberto.

Carlos Alberto relatou ter ouviu pedidos de socorro por volta das 6h na rua, mas, ao chegar ao local, não escutou mais nada. Uma hora depois, verificou novamente a casa e encontrou a filha da vítima chorando e dizendo que a mãe tinha morrido. O proprietário, então, avisou o ex-sogro de Katyara. Ele afirmou, ainda, que a mulher estava com um pano enfiado na boca.

O caso está sendo investigado pela DH-BF (Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense). 

Duas grávidas mortas

Katyara é a segunda grávida assassinada no Estado em menos de 24h. Dandara Helena Damasceno de Souza, de 21 anos, foi baleada no rosto dentro de casa, na Vila Vintém, zona oeste do Rio, na manhã desta segunda. O companheiro dela teria sido o autor do disparo.

Ela foi levada para o Hospital Municipal Albert Schweitzer, em Realengo, também na zona oeste, mas já chegou sem vida à unidade. A equipe decidiu realizar uma cesariana de emergência, após constatar que o bebê ainda estava vivo na barriga da mãe. Ele nasceu com cerca de 25 semanas e o quadro de saúde dele é gravíssimo. 

*Estagiária do R7, supervisionada por PH Rosa

    Access log