Morre mulher baleada em assalto a ônibus na zona norte do Rio

Patrícia Silva de Castro ficou internada em estado grave no Hospital Albert Schweitzer após ser ferida no pescoço por criminosos na sexta (21)

Patrícia não resistiu aos ferimentos

Patrícia não resistiu aos ferimentos

Reprodução/RecordTV Rio

Após quatro dias internada em estado grave, a mulher baleada em um assalto a ônibus em Madureira, na zona norte do Rio, não resistiu aos ferimentos nesta terça-feira (25).

O Hospital Municipal Albert Schweitzer, na zona oeste do Rio, confirmou a morte encefálica de Patrícia Silva de Castro.  

Leia mais: Homem morre em tentativa de assalto a banco na zona oeste do Rio

A vítima foi baleada no pescoço durante um assalto na última sexta-feira (21) e chegou a passar por uma cirurgia para a retirada da bala.

Segundo o marido de Patrícia, ela tinha um problema de audição e pode não ter escutado os assaltantes. 

Em entrevista à Record TV Rio, Anderson Castro contou que a mulher ia buscar itens de decoração para comemorar o aniversário de casamento quando foi surpreendida pelos criminosos. 

Nas redes sociais, passageiros do mesmo coletivo disseram que a vítima foi baleada no momento em que os assaltantes pegavam a bolsa dela.

Segundo a Polícia Militar, não houve confronto armado. Os criminosos fugiram em direção à comunidade do Cajueiro. Até o momento, ninguém foi preso. 

Leia mais: MP-RJ solicita novo exame balístico no caso João Pedro

A equipe da 29ª DP (Madureira), que investiga o caso, solicitou à empresa de ônibus as imagens do circuito interno do veículo para identificar os criminosos.

*Estagiária do R7, sob supervisão de Bruna Oliveira