Motoristas de aplicativos com perfis falsos são alvos de operação no Rio

De acordo com a polícial, suspeitos foram expulsos das plataformas por má conduta ou por cometer crimes. Pelo menos dez pessoas foram identificadas

Ação acontece no estacionamento do aeroporto

Ação acontece no estacionamento do aeroporto

Reprodução/Record TV Rio

A Polícia Civil realiza uma operação nesta segunda-feira (4) para identificar motoristas de aplicativo que usam perfis falsos, no estacionamento do aeroporto internacional Tom Jobim, na Ilha do Governador, zona norte do Rio de Janeiro. Duas pessoas foram presas até o momento.

Incêndio atinge hospital no Rio e é controlado; não há vítimas

Os suspeitos utilizavam identidades de terceiros sem o seu conhecimento para criar contas em diversos aplicativos de transporte. Segundo a delegada do caso, Tatiana Queiroz, as vítimas descobrem que seus nomes foram cadastrados nas plataformas apenas quando tentam começar a prestar serviços para os aplicativos.

“O verdadeiro nome, quando vai se cadastrar, tem um impedimento. Então ela [a vítima] acaba procurando a administração do aplicativo e vendo que o perfil do verdadeiro dono já está cadastrado.”

Segundo as investigações da operação batizada de Vexo, pelo menos dez motoristas com perfis falsos já foram expulsos desta categoria de aplicativo por má conduta ou por crimes.

Operação da PM termina com oito mortos em Angra dos Reis (RJ)

A Polícia Civil acredita que os novos cadastros sejam feitos também para cometer novos crimes. Em nota, a instituição informou que duas pessoas foram conduzidas à delegacia para prestar esclarecimentos, além dos dois presos em flagrante.

Os presos desta operação podem responder por falsidade ideológica, com pena de um a cinco anos de prisão.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Ingrid Alfaya