Rio de Janeiro MP denuncia PMs suspeitos de assassinar dois jovens no RJ

MP denuncia PMs suspeitos de assassinar dois jovens no RJ

Meninos foram encontrados mortos com sinais de violência após abordagem em Belford Roxo. Caso ocorreu em dezembro de 2020

  • Rio de Janeiro | Mariene Lino, do R7*

O MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro) denunciou nesta quarta-feira (27) dois policiais militares suspeitos de assassinar os jovens Edson de Souza Júnior, de 20 anos, e Jordan Luís de Oliveira Natividade, de 17, durante uma abordagem em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. O caso ocorreu em 12 de dezembro do ano passado.

Imagens mostram abordagem de PMs aos dois jovens

Imagens mostram abordagem de PMs aos dois jovens

Reprodução

Segundo o MP, os agentes foram denunciados por dois homicídios qualificados. No entanto, o órgão informou que não pode dar mais informações porque o processo está sob sigilo.

Leia também: Justiça decreta prisão de traficante suspeito de matar jovem no Rio

Após a análise de câmeras de segurança do local da abordagem, os agentes foram presos preventivamente.

As imagens mostraram o momento em que os jovens caíram da moto após um dos PMs disparar contra eles. No chão, os dois foram revistados. Outra câmera mostrou um policial empurrando a cabeça de um deles com a arma. Outro foi algemado, e os dois levados para a viatura.

Horas depois, os corpos dos meninos foram encontrados com sinais de violência a cerca de 4 km do local onde foram abordados.

Além disso, na ocasião, os policiais não registraram a ação e apreensão da moto na delegacia. As armas deles foram recolhidas pela DHBF (Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense) para perícia.

Sobre a denúncia, o TJ-RJ (Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro) disse que não encontrou os nomes dos acusados no sistema devido ao sigilo informado pelo MP.

Leia também: Ônibus são usados como barricadas para dificultar ação da PM

Já a Polícia Militar informou que a corporação instaurou um procedimento apuratório interno, que está em tramitação.

*Estagiária do R7, sob supervisão de Bruna Oliveira

Últimas