Rio de Janeiro Operação na Cidade de Deus deixa pelo menos quatro mortos no RJ

Operação na Cidade de Deus deixa pelo menos quatro mortos no RJ

Até o momento, PM confirma oito presos; objetivo da ação é encontrar suspeitos de assassinar PM em Jacarepaguá nesta quinta-feira (3)

Operação Cidade de Deus

Dois fuzis, quatro pistolas e drogas foram apreendidos

Dois fuzis, quatro pistolas e drogas foram apreendidos

Reprodução/Pmerj

A Polícia Militar confirmou a morte de quatro suspeitos durante operação na Cidade de Deus, na zona oeste do Rio, nesta quinta-feira (3). A informação divulgada pela SMS (Secretaria Municipal de Saúde) de que haveria mais dois mortos não foi confirmada pela PM. 

Ainda de acordo com a corporação, oito pessoas foram presas e dois fuzis, quatro pistolas e drogas também foram apreendidos. As ocorrências foram registradas nas Divisão de Homicídios e na Delegacia da Taquara (32ª DP). 

Operação

A polícia realiza uma operação na Cidade de Deus para procurar suspeitos de assassinar o capitão da PM Stefan Contreiras no Pechincha, em Jacarepaguá, na manhã desta quinta (3). Dados do Setor de Inteligência da corporação e denúncias anônimas indicaram que os suspeitos fugiram para a comunidade.

Contreiras estava de moto no momento em que foi abordado por dois homens. Imagens de uma câmera de segurança mostram o momento em que eles o derrubam e atiram contra o agente. O corpo do policial foi encontrado a alguns metros de sua moto.

O capitão da PM trabalhava havia um mês no Batalhão de Jacarepaguá (18º BPM) e é o 40º policial morto no Estado em 2018. O Disque Denúncia oferece uma recompensa de R$ 5.000 por informações que levem aos suspeitos de matar Contreiras. 

Por conta da operação, a linha Amarela chegou a ser fechada durante duas horas na manhã desta quinta (3). 

* Estagiária, sob supervisão de Marcos Sergio Silva

    Access log