Rio de Janeiro Pela 3ª semana, Rio permanece com alto risco para covid-19

Pela 3ª semana, Rio permanece com alto risco para covid-19

Apesar disso, cidade registrou uma queda no número de mortes pela doença, segundo dados do 5° boletim epidemiológico

  • Rio de Janeiro | Ana Beatriz Araújo, do R7*

A cidade do Rio permanece com todas as todas as 33 regiões administrativas com risco alto para a covid-19. Os dados foram divulgados pelo 5º boletim epidemiológico da Prefeitura, nesta sexta-feira (5).

Rio segue com alto risco para covid-19

Rio segue com alto risco para covid-19

Divulgação/Prefeitura do Rio

Apesar disso, levantamento feito pelo COE Covid Rio (Centro de Operações de Emergências) revelou uma tendência de queda no número de médias móveis de casos e óbitos. Segundo a SMS (Secretaria Municipal de Saúde) o município registrou 191.038 casos da doença, com um total de óbitos de 17.535 e taxa de letalidade de 9,2%.

Homem morre dentro de estação do BRT do Rio

Mesmo com os números em queda, as ações de fiscalização para garantir o cumprimento das regras de restrição seguem as mesmas. 

Vacinação 

Apesar do alto risco para a covid-19, o prefeito Eduardo Paes afirmou que o Rio é a cidade que mais vacinou no Brasil, com 160.702 cariocas imunizados até a noite desta quinta-feira (4), o que representa 2,3% da população. A meta da Prefeitura é imunizar os idosos acima de 75 anos até o fim de fevereiro. 

"A situação está melhorando na cidade. Não tem por que a gente perder a oportunidade de, ao vacinar as pessoas mais idosas, com o número de óbitos e de internações caindo, em breve,  afrouxar a situação na cidade. Isso pode acontecer em pouco tempo, se nós mantivermos o ritmo em que estamos.", disse Paes. 

Carnaval

Paes também fez um apelo para que a população respeite as medidas de restrição, principalmente durante o Carnaval. O evento foi cancelado para evitar o contágio pelo novo coronavírus. 

"Vamos fiscalizar. Nós estamos monitorando as redes sociais nesses sites conhecidos de venda de ingressos de festas, não vamos permitir que aconteçam.  Nós fazemos mais uma vez o apelo.", afirmou. 

Em decreto publicado no Diário Oficial desta sexta-feira (5), a prefeitura proibiu a concentração e desfile de blocos e escolas de samba na cidade no período de 12 a 22 de fevereiro. O órgão municipal também já havia suspendido o ponto facultativo da segunda-feira de Carnaval (15), apesar de o feriado de terça-feira (16) estar mantido.

Está proibida ainda a entrada de ônibus e outros veículos de fretamento na cidade durante esse período. A exceção são aqueles que prestem serviço regular para empresas e hotéis.

*Estagiária do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas