Rio de Janeiro PF prende suspeitos de executarem policial federal na zona oeste do Rio

PF prende suspeitos de executarem policial federal na zona oeste do Rio

Homens foram detidos em Sepetiba, mesma região da cidade na qual Ronaldo Hereen foi assassinado. Morte teria sido ordenada pelo miliciano Ecko

Ronaldo foi baleado na zona oeste do Rio

Ronaldo foi baleado na zona oeste do Rio

Reprodução/Record TV Rio

A Polícia Federal prendeu nesta quinta-feira (20), em Sepetiba, zona oeste do Rio de Janeiro, dois homens suspeitos de assassinar um policial federal. Os homens seriam responsáveis pela morte de Ronaldo Hereen, no último dia 13, em Santa Cruz, também na zona oeste.

Conhecidos como Dejavan e Cara de Vaca, a dupla é apontada pelas investigações como os suspeitos que estariam no carro que fechou a viatura descaracterizada na qual estava Ronaldo e o também policial federal Plínio Ricciard.

O ataque aconteceu na comunidade do Antares, no momento em que Ronaldo e Plínio tentavam entregar uma intimação. O carro foi alvejado por, pelo menos, três tiros, mas apenas Ronaldo foi atingido. O outro policial federal conseguiu fugir pulando o muro de uma casa.

De acordo com informações do Estadão, os suspeitos fariam parte do grupo paramilitar comandado por Ecko, apontado como líder da maior milícia do Rio de Janeiro que atua na zona oeste da cidade. A Polícia Federal não confirma a informação.

No último sábado (15), agentes da PRF (Polícia Rodoviária Federal) prenderam um dos suspeitos de envolvimento no crime em uma casa de shows, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense.  Com ele foram apreendidas duas pistolas e uma grana.

*Estagiário do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas