Rio de Janeiro PM prende suspeito de participar de tentativa de roubo à deputada

PM prende suspeito de participar de tentativa de roubo à deputada

Homem confessou o crime após ser preso com outras duas pessoas que andavam armadas pela zona norte; ação da polícia teve um suspeito morto 

PM prende suspeito de participar de tentativa de roubo à deputada

Deputada estadual sofreu ataque durante a manhã de domingo (13)

Deputada estadual sofreu ataque durante a manhã de domingo (13)

Tomaz Silva/Agência Brasil/28.02.2018

A Polícia Militar prendeu na noite da última quarta-feira (16) um homem suspeito de participar da tentativa de assalto ao carro da deputada estadual Martha Rocha (PDT), em Braz de Pina, zona norte do Rio de Janeiro.

Os policiais do 16º BPM (Olária) receberam informações de que um grupo estava andando armado pelo bairro e realizaram um cerco na região. Ao encontrar os suspeitos, houve troca de tiros e um dos homens morreu.

De acordo com a Polícia, uma granada da própria quadrilha teria causado a morte do suspeito. Outras três pessoas foram presas e levadas à Central de Garantias, na Cidade da Polícia, no bairro do Jacaré, zona norte da cidade, onde um dos homens assumiu ter participado no ataque ao carro da deputada estadual.

Em nota, a Polícia Militar informou que foram apreendidas duas pistolas, dois carregadores e quatro granadas. Os presos também são suspeitos de participarem do roubo a um policial militar na Vila da Penha.

Tentativa de latrocínio

A Polícia Civil revelou na última quarta-feira (16) acreditar que o ataque ao carro de Martha Rocha foi uma tentativa de latrocínio, descartando a possibilidade de um atentado, como o assassinato da vereadora Marielle Franco e seu motorista, Anderson Gomes, em março de 2018.

De acordo com as investigações, as imagens das câmeras de segurança do trajeto da perseguição indicam que o carro com os suspeitos não tinha o objetivo de encontrar alguma vítima específica.

Leia também: após assaltos, agentes fiscalizam acessos a pontos turísticos do Rio

Os vídeos mostram também ao menos outras duas pessoas no veículo. Além do motorista, pode ser visto um suspeito encapuzado segurando uma arma no banco do carona e outro no banco de trás.

O caso aconteceu durante a manhã de domingo (13) enquanto Martha levava sua mãe, de 88 anos, à igreja, na região da Penha, zona norte do Rio de Janeiro. O carro blindado em que a deputada estava foi atingido por cerca de 10 disparos de fuzil, um deles atingindo o motorista na perna.

*Estagiário do R7, sob supervisão de PH Rosa