Polícia interdita clínica de estética clandestina no Rio de Janeiro

Local funcionava em péssimas condições de higiene e só tinha autorização para fazer depilação e maquiagem; médico e esteticista foram presos

Clientes aguardavam para serem atendidos

Clientes aguardavam para serem atendidos

Reprodução/Record TV Rio

Policiais civis interditaram, na terça-feira (1°), uma clínica estética que fazia lipoaspirações clandestinas, na cidade do Rio de Janeiro. Na ação, feita pela Decon (Delegacia do Consumidor), foram presos em flagrante um médico e uma esteticista.

De acordo com a Polícia Civil, os profissionais realizavam os procedimentos sem higiene em um local que só tinha autorização para realizar depilações e maquiagens.

MP faz operação para prender milicianos da zona oeste do Rio

Na hora da ação, três pacientes estavam deitadas em macas com procedimentos de lipoaspiração já iniciados. Elas foram encaminhadas ao hospital.

O médico preso em flagrante teve seu registro do CRM (Conselho Regional de Medicina) cassado há cinco anos. Ele ainda tem anotações por crimes como homicídios, falsidade ideológica, estelionato, lesão corporal e exercício ilegal de medicina.