Polícia prende falso médico suspeito de estuprar pacientes no Rio

De acordo com investigações da 24ª DP (Piedade), homem dopava as vítimas antes de abusos em um consultório, na Abolição, zona norte da capital

Falso médico foi preso em consultório na Abolição

Falso médico foi preso em consultório na Abolição

Reprodução/Record TV Rio

A Polícia Civil prendeu na última quarta-feira (1º) um falso médico suspeito de estuprar pacientes, na Abolição, zona norte do Rio de Janeiro. Segundo o inquérito, as vítimas recebiam injeções que as deixavam indefesas, mas com consciência do que estava acontecendo.

Governo do RJ anuncia permanência no Regime de Recuperação Fiscal

Os agentes da 24ª DP (Piedade) iniciaram as investigações em junho deste ano após uma das vítimas do falso médico denunciar o estupro. Em seguida, outras duas mulheres foram localizadas e apresentaram relatos parecidos com o da primeira denunciante.

Durante o inquérito, a Polícia Civil descobriu que o suspeito aliciava as vítimas na rua, oferecendo procedimentos estéticos com valor abaixo do mercado. Segundo o delegado do caso, Alessandro Petralanda, o falso médico tinha mais de 10 mil seguidores nas redes sociais.

“Ele escolhia as vítimas na rua, na academia, e oferecia seus serviços como médico. O Instagram dele tem mais de 12 mil seguidores. Lá ele tá de jaleco, passava seriedade, que tinha qualificação daquilo.”

Ítalo é a 14ª criança vítima da violência no RJ em menos de 2 anos

O falso médico respondera por estupro de vulnerável, exercício ilegal da medicina e crimes contra a saúde pública. A Polícia Civil ainda procura outras mulheres que podem ter sido vítima do suspeito.

*Estagiário do R7, sob supervisão de PH Rosa