Rio de Janeiro Policiais e manifestantes entram em confronto em frente à Alerj

Policiais e manifestantes entram em confronto em frente à Alerj

Protesto defendia manutenção da prisão dos deputados do PMDB

Policiais e manifestantes entram em confronto em frente à Alerj

Bombas de gás foram lançadas

Bombas de gás foram lançadas

FÁBIO MOTTA/17.11.2017/ESTADÃO CONTEÚDO

Cerca de cem manifestantes e policiais militares entraram em confronto no centro do Rio de Janeiro, por volta das 16h desta sexta-feira (17), em frente à Alerj (Assembleia do Estado do Rio de Janeiro).

A confusão começou enquanto o plenário da assembleia decidia o futuro dos deputados estaduais Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi, todos do PMDB, que tiveram a prisão decretada pela Justiça na quinta-feira (16).

Antes de a Justiça conceder liminar que liberava o acesso do público às galerias, os manifestantes tentaram forçar a entrada na Alerj. A polícia respondeu lançando bombas de gás. 

Até o momento, não há informações sobre prisões. Ao menos um estudante foi atingido por uma bala de borracha. 

Policias e manifestantes entraram em confronto em frente à Alerj

Policias e manifestantes entraram em confronto em frente à Alerj

Reprodução/Record TV Rio

O resultado da votação foi anunciado após o tumulto do lado de fora. Os deputados decidiram pela soltura dos parlamentares investigados na Operação Cadeia Velha.