Rio de Janeiro Quadra da Mangueira é interditada por desrespeitar regras contra covid

Quadra da Mangueira é interditada por desrespeitar regras contra covid

Segundo o Corpo de Bombeiros, o local também não tem Certificado de Aprovação exigido para pleno funcionamento 

  • Rio de Janeiro | Mariene Lino, do R7*

O Corpo de Bombeiros interditou nesta sexta-feira (11) a quadra da escola de samba Estação Primeira de Mangueira, na zona norte do Rio de Janeiro.

Quadra da Mangueira foi interditada nesta sexta-feira (11)

Quadra da Mangueira foi interditada nesta sexta-feira (11)

WILTON JUNIOR/ESTADÃO CONTEÚDO

Em nota, a Secretaria de Estado de Defesa Civil informou que o espaço não conta com o CA (Certificado de Aprovação) exigido pelos bombeiros para pleno funcionamento.

Leia também: Covid-19: Arraial (RJ) adota medidas restritivas após aumento de casos

O comandante-geral do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil, coronel Leandro Monteiro, afirmou que foram encontradas irregularidades que colocam em risco o público que comparece aos eventos na agremiação.

"Uma vistoria identificou irregularidades que caracterizam perigo sério e iminente e que impedem a realização de eventos públicos", disse o coronel.

Ainda segundo a corporação, a quadra tem promovido eventos que desrespeitam as medidas de prevenção à covid-19. O Corpo de Bombeiros reforçou que o decreto estadual nº 47.345, publicado em 5 de novembro de 2020, exige distanciamento social, uso de máscara, oferta de álcool 70% e limitação de 50% de público. 

A decisão será repassada à Prefeitura do Rio, à Polícia Civil, à Polícia Militar e ao MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro). Os estabelecimentos que não cumprem as normas de segurança podem ser interditados e ter as licenças cassadas, informou por meio de nota.

Leia também: Após firmar compra da Coronavac, Macaé (RJ) prevê vacinação em 2021

Procurada pelo R7, a escola de samba informou que a documentação para legalização da quadra está em andamento, e que o processo foi dificultado pela pandemia da covid-19. A instituição ressaltou ainda que preza pela vida e pela saúde por meio de ações contra a doença desde o início das restrições.

*Estagiária do R7, sob supervisão de Bruna Oliveira

Últimas