Rio de Janeiro Reunião de rodoviários com MPT acaba sem acordo no Rio

Reunião de rodoviários com MPT acaba sem acordo no Rio

Presidente do sindicato informou que categoria vai ser reunir, às 20h, para decidir sobre o início da paralisação

Rodoviários não chegam a acordo durante audiência

Rodoviários não chegam a acordo durante audiência

Divulgação

A audiência marcada pelo MPT (Ministério Público do Trabalho) com rodoviários e representantes das empresas de ônibus terminou sem acordo, na tarde desta segunda-feira (28), no Rio de Janeiro.

Segundo o presidente do sindicato, Sebastião José, os empresários sugeriram suspender a paralisação por 70 dias, mas o MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro) considerou o prazo muito longo e sugeriu que a categoria aguardasse até a próxima segunda-feira (4). Não houve proposta de reajuste salarial.

A proposta será avaliada pelos trabalhadores em uma assembleia na sede do sindicato em Rocha Miranda, na zona norte, às 20h.

“Como já era esperado, os empresários não ofereceram nenhuma proposta para reajustar os salários e demais benefícios. Diante disso, iremos submeter o apelo feito pelo MPT aos trabalhadores durante a assembleia geral que faremos hoje às 20h, na sede social do sindicato”.

Motoristas e entregadores de aplicativos planejam movimento nacional de paralisação nesta terça (29)

Sebastião José disse, ainda, que a greve já foi decretada: "Quem decidirá o início da paralisação será a categoria. Os trabalhadores não irão mais aceitar qualquer tipo de promessa dos empresários de ônibus".

Os trabalhadores reivindicam melhores condições de trabalho e reajuste dos salários. A categoria vem organizando paralisações desde novembro do ano passado, quando o sindicato convocou uma assembleia para discutir a possibilidade de greve geral por tempo indeterminado.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Bruna Oliveira

Últimas