Rio: Jovem morre em tiroteio durante distribuição de cestas

Segundo os voluntários do Pré-Vestibular Machado de Assis, da Providência, a polícia invadiu uma ação social e atirou em Rodrigo Cerqueira da Conceição

Rodrigo tinha 19 anos e era ambulante

Rodrigo tinha 19 anos e era ambulante

Reprodução

Durante uma distribuição de 50 cestas básicas na última quinta-feira (21) no Morro da Providência, em Santo Cristo, na zona portuária do Rio de Janeiro, um jovem de 19 anos foi baleado durante um tiroteio entre policiais e traficantes.

Leia também: Caso João Pedro: Corregedorias vão investigar conduta de policiais

Segundo os voluntários do Pré Vestibular Machado de Assis, que funciona na comunidade, policiais interromperam a distribuição de cestas básicas e atiraram em Rodrigo Cerqueira da Conceição. 

Em nota, a PM disse que equipes da UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) realizaram um policiamento na área, quando suspeitos armados atiraram contra os policiais.

A corporação afirma que houve confronto e um homem foi atingido e socorrido ao Hospital Municipal Souza Aguiar, mas não resistiu aos ferimentos. Com ele foram apreendidas uma pistola , um carregador municiado e entorpecentes.

A polícia disse ainda, que durante o socorro, moradores tentaram impedir os agentes e foi necessário o uso de armamento de menor potencial ofensivo para dispersar o grupo.

Este momento, de manifestação dos moradores contra os policiais, foi gravado pelos voluntários e publicado no perfil do pré-vestibular.  A mulher que faz a gravação afirma: “gente não, eles [agentes] vão acabar de matar ele [morador]”.

De acordo com a DHC (Delegacia de Homicídios da Capital), foi instaurado inquérito para apurar a morte do jovem.  Os policiais militares foram ouvidos e outras diligências estão em andamento para esclarecer o caso.

Cidade de Deus

Outro jovem de 18 anos foi baleado durante uma ação da Polícia Militar na comunidade da Cidade de Deus, na zona oeste do Rio de Janeiro, na última quarta (20).

Um grupo que entregava refeições no local fez uma manifestação contra a ação da polícia.

A PM afirmou em nota que os militares entraram em confronto com criminosos, após serem recebidos a tiros na comunidade.

*Estagiário do R7, sob supervisão de PH Rosa