Rio de Janeiro Rio suspende aulas presenciais para vacinar profissionais de educação

Rio suspende aulas presenciais para vacinar profissionais de educação

No dia 9, cerca de 18 mil profissionais da Educação Básica devem ser vacinados contra covid-19 no município

Aulas serão remotas nos dias 9 e 10

Aulas serão remotas nos dias 9 e 10

Divulgação/Secretaria Municipal de Educação

A Prefeitura do Rio suspendeu as aulas na Rede Pública de Ensino Básico da cidade do Rio de Janeiro na quarta-feira (9) e quinta-feira (10), para a vacinação dos profissionais de educação contra a covid-19, prevendo também possíveis efeitos colaterais que eles possam ter. As aulas acontecerão em modo remoto nestes dois dias.

Na quarta (9), cerca de 18 mil profissionais da SME (Secretaria Municipal de Educação) do Rio, entre as faixas etárias de 42 e 18 anos, poderão se vacinar contra covid-19 após antecipação do calendário da vacinação de junho

Grupo prioritário

Poderão se vacinar professores, merendeiras e todas as pessoas que trabalham na área de Educação da Rede Pública, bastando levar o último contracheque. No caso do contracheque não indicar claramente a ocupação, deverá ser apresentada uma declaração assinada pela Instituição de Ensino Responsável.

No dia 9, a vacinação será para os profissionais da Educação Básica (inclui creche, pré-escola, Ensino Fundamental e Ensino Médio). Já na próxima quarta-feira (16), será a vez dos profissionais do Ensino Superior e Profissionalizante.

Calendário antecipado divulgado pelo prefeito do Rio Eduardo Paes (DEM)

Calendário antecipado divulgado pelo prefeito do Rio Eduardo Paes (DEM)

Reprodução/ Twitter

Considerando o número expressivo de profissionais a serem vacinados no dia 9, as seguintes medidas foram adotadas pela SME para assegurar o dia letivo dos alunos e o sucesso da vacinação:

— Nos dias 9 e 10, as Unidades Escolares da Rede Pública Municipal de Ensino estarão abertas apenas para fins administrativos, sem aulas presenciais;

— Aulas remotas serão mantidas, com a oferta de atividades ao vivo e gravadas, respeitado o plano de atividades da turma;

— Turmas que estão em ensino remoto e regularmente têm atividades ao vivo com seu professor deverão, prioritariamente, ter assegurada a manutenção dessas atividades nos dias 9 e 10;

— Turmas que estão sendo atendidas presencialmente ou em ensino remoto, cujo professor não consiga assegurar o atendimento síncrono (ao vivo), deverão ser orientadas a acessar as atividades assíncronas (gravadas) nos dias 9 e 10.

Segundo a prefeitura, os professores poderão se vacinar em qualquer horário do dia, independentemente do gênero, de forma a garantir o ensino remoto aos alunos. A flexibilidade de horário para vacinação garantirá, ainda, a possibilidade de que sejam evitados os horários de maior frequência aos postos. As Coordenadorias Regionais de Educação deverão monitorar demandas específicas das Unidades Escolares em razão da vacinação ao longo do dia.

*Estagiário do R7 sob supervisão de PH Rosa

Últimas