RJ: PM faz operação em comunidade apesar de proibição do STF

Tropa de elite impediu realização de festa para criminoso no Salgueiro. Polícia disse que ação se enquadrou na excepcionalidade prevista pela Justiça 

Vídeos mostram blindados derrubando estrutura da festa

Vídeos mostram blindados derrubando estrutura da festa

Reprodução

A Polícia Militar fez uma operação na noite de sexta-feira (12) para impedir a realização de uma festa de aniversário de um criminoso no Complexo do Salgueiro em São Gonçalo, Região Metropolitana do Rio.

Em um vídeo gravado por moradores, é possível ver que um blindado derruba a estrutura montada para a comemoração. A PM disse que o evento não tinha autorização para ocorrer e negou que tenha registro de confronto, prisão ou apreensão no local.

A ação, que contou homens do Bope (Batalhão de Operações Especiais) e do Batalhão de Choque, ocorreu após a decisão do ministro Edson Fachin, do STF (Supremo Tribunal Federal), de proibir operações policiais em comunidades no Rio durante a pandemia.

De acordo com a decisão, as operações só podem ocorrer "em hipóteses absolutamente excepcionais" e devem ser justificadas ao Ministério Público. 

Em nota, a Polícia Militar afirmou que a "ação se enquadrou na excepcionalidade prevista na decisão do Supremo Tribunal Federal" e que irá fazer as justificativas ao MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro).

A liminar foi concedida após a morte do menino João Pedro também na mesma comunidade do Salgueiro, no último dia 18, em uma ação das policias Civil e Federal.