Rio de Janeiro RJ: prefeito e vice-prefeito têm mandatos cassados em Itaguaí

RJ: prefeito e vice-prefeito têm mandatos cassados em Itaguaí

Com 16 votos favoráveis e um contra, Câmara de Vereadores do município decidiu pelo impeachment de Charlinho (MDB) e Abelardinho (PP)

Charlinho (foto) ficará inelegível por 8 anos

Charlinho (foto) ficará inelegível por 8 anos

Reprodução/Redes Sociais

O prefeito Carlo Busatto Júnior, o Charlinho (MDB) e Abeilard Goulart, o Abelardinho (PP), tiveram seus mandatos cassados na madrugada desta sexta-feira (10) por vereadores da Câmara Municipal de Itaguaí.

A sessão, que durou mais de seis horas, teve 16 votos favoráveis e apenas um contra o impeachment dos representantes do poder executivo municipal.

Polícia prende capitão da PM que liderava "narcomilicianos" no Rio

Segundo a Câmara Municipal de Itaguaí, Charlinho cometeu o crime de ilegalidade em procedimento licitatório, além de dano irreversível ao erário público. Já Abelardinho teve o mandato cassado por favorecimento de terceiros.

A CEP (Comissão Especial Processante) instaurou um inquérito que investigou irregularidades na contratação de uma empresa de coleta de lixo feita pela Prefeitura de Itaguaí. Com a cassação, prefeito e vice-prefeito estão inelegíveis por oito anos.

Agora quem assumirá o comando do poder executivo municipal de Itaguaí é o presidente da Câmara da cidade, o vereador Dr. Rubem Ribeiro (PTN).

Cassação em março

Não é a primeira vez que Charlinho e Abelardinho têm os mandatos cassados em 2020. Em março, ambos sofreram impeachment de seus cargos, mas retornaram ao poder após liminar favorável do STF (Supremo Tribunal Federal).

*Estagiário do R7, sob supervisão de Raphael Hakime

Últimas