Rio de Janeiro Supervia anuncia redução de trens e passageiros reclamam de lotação

Supervia anuncia redução de trens e passageiros reclamam de lotação

Mudanças começam a valer nesta quinta-feira (5), mas clientes afirmam que superlotação é constante; empresa diz que medida não vai afetar passageiros

  • Rio de Janeiro | Ana Beatriz Araújo, do R7*, com Record TV Rio

Medidas passam a valer a partir desta quinta-feira (5)

Medidas passam a valer a partir desta quinta-feira (5)

Reprodução/Supervia

A Supervia, empresa que administra o serviço ferroviário do Rio, anunciou a redução do número de viagens dos trens. A medida começa a valer nesta quinta-feira (5) e os passageiros enfrentaram uma manhã de composições lotadas.

Segundo a concessionária, a pandemia da covid-19 causou uma diminuição de 40% de clientes. Agravado pelo fechamento de lojas e quiosques, a companhia já havia anunciado que o prejuízo de R$ 204,5 milhões.

Apesar da redução do número de viagens, a passageira Alessandra Martins afirmou que a superlotação é comum.

“Essa rotina diária é péssima. A gente se sente acuado, impotente diante dessa situação, porque todo dia tenho que ir em pé e torcer para chegar no trabalho no horário.”, disse em entrevista à Record TV Rio.

Polícia faz operação contra despejo de esgoto irregular no Rio

No entanto, a Supervia justificou que os cálculos para a taxa de ocupação são feitos a partir do número de passageiros, horários, ramais e sentido. Tudo isso respeitando o número máximo de 60% da capacidade.

Em publicação nas redes sociais, a Agetransp (Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes Aquaviários, Ferroviários e Metroviários e de Rodovias do Estado do Rio de Janeiro) informou que intensificou a fiscalização nos trens depois da medida anunciada pela concessionária. 

*Estagiária do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas