Rio de Janeiro Witzel faz aceno político à Alerj ao renomear André Moura à Casa Civil

Witzel faz aceno político à Alerj ao renomear André Moura à Casa Civil

Governador do Rio exonerou Cleiton Rodrigues da pasta, que passou menos de um mês no cargo, após mudanças feitas no secretariado 

  • Rio de Janeiro | Do R7, com informações da Agência Estado

Volta de ex-deputado é vista como manobra política

Volta de ex-deputado é vista como manobra política

Fernando Frazão/Agência Brasil

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, exonerou, nesta quinta-feira (23), o secretário da Casa Civil Cleiton de Souza Rodrigues e renomeou para pasta o ex-deputado federal André Moura, que havia sido exonerado em maio

Cleiton Rodrigues passou menos de um mês na Secretaria da Casa Civil, quando Witzel realizou mudanças na pasta. Na época, o governador determinou que a estrutura da Secretaria de Governo passasse para Casa Civil.

Em maio, a saída de André Moura, que já foi líder do governo de Michel Temer na Câmara dos Deputados, irritou a Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro), que após semanas abriu o processo de impeachment.

A volta do secretário foi vista positivamente pela Casa, mas deputados ouvidos pelo Estadão avaliam que, por enquanto, nada muda no andamento do processo de impeachment.

A principal estratégia do governador no enfrentamento ao impeachment tem sido jurídica. Está nas mãos do presidente do STF (Supremo Tribunal Federal) um pedido de suspensão do processo, apresentado pela defesa do mandatário.

A nomeação de Moura é o primeiro gesto político visto como positivo desde que o impeachment foi aberto, no início de junho.

Últimas