São Paulo Bombeiros, PM e técnicos fazem perícia em prédio que pegou fogo e que será demolido no centro de SP

Bombeiros, PM e técnicos fazem perícia em prédio que pegou fogo e que será demolido no centro de SP

Região no entorno do estabelecimento, que abrigava uma loja de brinquedos, precisou ser interditada

  • São Paulo | Do R7, com informações da Record TV

Trabalhos ocorrerão sete dias por semana, das 7h às 17h, até a demolição total do prédio

Trabalhos ocorrerão sete dias por semana, das 7h às 17h, até a demolição total do prédio

SUAMY BEYDOUN/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO - 16.07.2022

As equipes do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e profissionais de engenharia fazem perícia, na manhã deste sábado (16), para iniciar o processo de demolição do prédio que pegou fogo na região da rua 25 de Março, no centro de São Paulo.

Algumas ruas no entorno do edifício precisaram ser interditadas, o que afetou cerca de cem lojas. Os comércios só poderão reabrir após um estudo mais aprofundado das autoridades para garantir a segurança aos lojistas e clientes.

De acordo com informações do repórter Rafael Ferraz, da Record TV, aproximadamente 4.500 lojas na região foram afetadas pelo incêndio, que durou mais de 60 horas.

As chamas começaram no último domingo (10) e só foram extintas na quarta-feira (13). Com a intensidade do fogo, outros três imóveis foram atingidos.

Prédio corre risco de desabamento

Prédio corre risco de desabamento

Reprodução/Record TV - 16.07.2022

Após um laudo técnico emitido pelo engenheiro Álvaro de Godoy Filho, da Suprefeitura da Sé, que constatou o comprometimento das estruturas de sustentação por causa do incêndio, a prefeitura pediu um aval à Justiça com urgência para demolir o estabelecimento.

A empresa contratada para a demolição foi a G20 Gerenciamento e Obras. Os trabalhos começaram às 8h deste sábado com as equipes colocando tapumes no entorno do prédio para o isolamento.

Os trabalhos ocorrerão sete dias por semana, das 7h às 17h. Por se tratar de uma ação emergencial, os prazos serão estabelecidos no decorrer do processo, bem como o valor que será investido.

Uma equipe de técnicos da prefeitura está no local para acompanhar o início dos trabalhos e a perícia da polícia técnico-científica. A corporação investiga a possibilidade de um incêndio criminoso.

Últimas