São Paulo Covas segue Doria e tem 1ª agenda pública com zeladoria em SP

Covas segue Doria e tem 1ª agenda pública com zeladoria em SP

"Não tem feriado, não tem sábado, não tem domingo. Todo dia é dia de trabalho", diz Covas em primeiro dia no cargo de prefeito

bruno covas, prefeitura sp, assume, doria, metas, psdb, tucano

Bruno Covas assumiu neste sábado (7) a Prefeitura de São Paulo

Bruno Covas assumiu neste sábado (7) a Prefeitura de São Paulo

Agência Estado/Ananda Migliano

O prefeito de São Paulo Bruno Covas (PSDB) realizou na manhã deste sábado (7) sua primeira agenda pública, depois de assumir o cargo deixado por João Doria (PSDB), que disputará o governo do Estado de São Paulo.

Seguindo o estilo do ex-prefeito, Covas pegou em uma pá e ajudou a plantar uma árvore em Cidade Tiradentes, na zona leste da cidade. Só não se vestiu de jardineiro, como fazia o antecessor.

"Não haverá nenhum aumento de impostos a curto prazo", diz Covas

Covas prometeu continuar seguindo o "recado" deixado por Doria. "Não tem feriado, não tem sábado, não tem domingo. Todo dia é dia de trabalho", disse para uma plateia de vereadores, prefeitos regionais, secretários de governo e apoiadores da gestão. Em seguida, um pequeno bolo de chocolate foi distribuído entre os presentes - além de ser o primeiro dia de trabalho como prefeito, Covas também fez 38 anos neste sábado.

Estiveram presentes os secretários Julio Semeghini (Governo) e Sérgio Avelleda (Transportes), além do prefeito regional de Cidade Tiradentes, Ozziel Evangelista de Souza.

Estilo do prefeito de SP muda, mas metas são as mesmas

Covas deve manter os projetos de Doria à frente da Prefeitura, mas com uma mudança brusca de estilo de gestão, com menos marketing nas redes sociais. Covas é neto do ex-governador do Estado, Mario Covas, que também foi prefeito de São Paulo entre 1983 e 1986. Bruno, como é chamado na prefeitura, tem perfil mais conciliador e temperamento considerado mais sereno que o do avô.

Durante entrevista, ele disse que manteria as ações de zeladoria pessoalmente aos finais de semana, como já fazia Doria. Apesar da presença do prefeito, o Estado revelou em outubro de 2017 que oito de nove serviços desta área - como reparos de calçadas, varrição de rua e limpeza de pichações - tiveram queda entre janeiro e agosto, na comparação com o mesmo período em 2016.

Um Covas de volta ao comando da Prefeitura de São Paulo

À época, Covas era o secretário responsável pelas prefeituras regionais, responsáveis pela zeladoria do município. Ele foi removido do cargo no fim de outubro. "Vamos sanar o problema (da zeladoria) com mais inteligência, eficiência e informatização, unificando os trabalhos, com ações conjuntas e parcerias com a iniciativa privada", disse o novo prefeito.