São Paulo Em áudio, PMs mostram desespero ao serem alvo de tiros de fuzil

Em áudio, PMs mostram desespero ao serem alvo de tiros de fuzil

Um agente morreu e outros quatro ficaram feridos. As vítimas estão internadas em hospitais de Atibaia, município a 50 km de São Paulo 

  • São Paulo | Plínio Aguiar, do R7

Carro da PM foi atacado por tiros de fuzil em Atibaia, no interior de SP

Carro da PM foi atacado por tiros de fuzil em Atibaia, no interior de SP

Reprodução

Um policial militar morreu e outros três ficaram feridos durante uma ocorrência de roubo a agências bancárias em Atibaia, a 50 km de São Paulo, na madrugada desta quarta-feira (19). Áudio registrado no carro policial revela desespero e pânico por parte dos agentes ao se depararem com criminosos armados com fuzis.

Por volta das 3h, os suspeitos chegaram em dois carros, armados com fuzis e metralhadoras, nas três agências bancárias, localizadas no centro da cidade, que tem cerca de 140 mil habitantes. Na sequência, os suspeitos explodiram os estabelecimentos.

A Polícia Militar foi acionada e carros se deslocaram para a ocorrência. No local, os agentes foram recebidos a tiros. O rádio do veículo policial gravou a conversa dos agentes com a base da PM, o Copom. Um dos agentes chega a dizer “é tiro de fuzil, Copom, ajuda, por favor”.

Leia mais: PM está entre presos após quadrilha assaltar banco em Bacabal (MA)

O áudio segue com o policial pedindo apoio. “Copom verifica apoio com a Guarda (Metropolitana)”, solicitou um dos agentes, apontando que estava próximo a unidade do McDonald’s, localizado na alameda Lucas Garcez. Em resposta, um policial que trabalha no Copom avisa que mais viaturas foram deslocadas para a ocorrência. No final, um agente pede para o reforço policial não ir para o centro do município, uma vez “que tem muito tiro de fuzil”.

Durante o atendimento ao assalto, o cabo Nilson Mikio Furuta não resistiu aos ferimentos e morreu. Outros três agentes ficaram feridos. Um foi baleado no abdômen e outro, no braço e quadril – ambos foram socorridos ao Hospital Albert Sabin, de Atibaia. O terceiro policial teve ferimento no braço, e está internado na Santa Casa de Misericórdia do município.

Veja também: Operação prende 54 PMs por suposto envolvimento com o PCC

Um dos carros envolvidos no crime foi abandonado na saída da cidade. O GATE (Grupo de Ações Táticas Especiais) da PM foi mobilizado para retirar explosivos que foram deixados intactos nas proximidades de uma agência. Um carro policial ficou destruído e teve que ser retirado por um guincho. No local, foram encontrados pelo menos 14 cartuchos de fuzis.

Atibaia é a sexta cidade atacada por quadrilhas de roubos a bancos com o uso de explosivos somente neste mês no interior paulista. Nas ações, 11 agências sofreram danos com as explosões. Os outros ataques ocorrem em Tambaú (três agências), Morungaba (duas), Araçariguama, São Carlos e São José do Barreiro. Em todos os casos, os bancos informaram que colaboram com as investigações da polícia.

A reportagem do R7 procurou a Polícia Militar e a SSP (Secretaria de Segurança Pública), mas não obteve retorno até a publicação desta matéria. 

Você tem alguma denúncia? Envie um e-mail para denuncia@r7.com

Últimas