São Paulo Enel retoma leitura de relógios medidores em SP após reclamações

Enel retoma leitura de relógios medidores em SP após reclamações

Em julho, checagem foi normalizada em todos os equipamentos disponibilizados pela distribuidora em 24 municípios da Grande São Paulo

  • São Paulo | Do R7

Reclamações contra a empresa chegaram a 36 mil em julho, no Procon-SP

Reclamações contra a empresa chegaram a 36 mil em julho, no Procon-SP

CESAR CONVENTI/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

A Enel São Paulo informou, em nota, que foram retomadas as leituras dos relógios medidores de energia, interrompida no início do mês de março, devido a pandemia do novo coronavírus. A empresa é responsável pela distribuição de energia em 24 municípios da Grande São Paulo, incluindo a capital.

De acordo com a companhia, as leituras presenciais foram retomadas no mês de junho em 80% dos medidores de clientes e, em julho, todos os medidores já haviam sido checados pela distribuidora.

Leia também: Escolas de SP podem voltar com só 20% de alunos para fazer reforço

A distribuidora ainda afirma que a diferença, para mais ou para menos, dos valores faturados em média e o consumo real é compensada automaticamente nas contas de energia, no momento da leitura. Segundo a  empresa, foram disponibilizadas opções flexíveis de pagamento e os clientes podem negociar através do portal de negociação da Enel-SP.

Leia também: Especialistas não veem novos picos da covid-19 na cidade de São Paulo

Reclamações

Cerca de 37 mil reclamações por cobrança indevida na conta de luz foram registradas pelo Procon-SP desde o início do ano até o dia 12 de julho contra a Enel. A dsparada começou em abril, com 614 queixas. O número subiu para 876 em maio. Em junho, o número de reclamações registradas foi mais de dez vezes maior: 10.747. Em julho, as queixas mais que dobraram. Foram 22.713 até dia 12.

Em nota, a Enel Distribuição São Paulo informou que foi multada pelo Procon-SP e que analisará o conteúdo para adotar as medidas cabíveis. A companhia disse ainda que tem prestado todos os esclarecimentos necessários ao órgão.

Uma força tarefa conjunta entre Enel São Paulo e Procon foi criada para dar velocidade no tratamento das reclamações e, em todas que já foram avaliadas até o momento, não houve constatação de erro no processo de faturamento e cobrança da distribuidora.

Últimas