São Paulo Ganhador da Mega-Sena: polícia identifica nove suspeitos em morte encomendada e libera gravação

Ganhador da Mega-Sena: polícia identifica nove suspeitos em morte encomendada e libera gravação

Jonas Lucas foi sequestrado, torturado e morto em Hortolândia (SP); cinco pessoas estão presas e outras quatro seguem foragidas

  • São Paulo | Do R7, com Record TV

Ganhador da Mega-Sena foi sequestrado e morto

Ganhador da Mega-Sena foi sequestrado e morto

Reprodução

A Polícia Civil de São Paulo conseguiu reunir uma grande quantidade de indícios para comprovar que o assassinato de Jonas Lucas Alves Dias, em Hortolândia, no interior de São Paulo, foi encomendado. Ele havia recebido uma grande quantidade de dinheiro após ter ganhado na Mega-Sena.

Ao chegar à conclusão do caso, os agentes de segurança identificaram nove suspeitos do crime; cinco estão presos e quatro, foragidos. Uma das linhas da investigação é que o crime tenha sido planejado por alguém próximo à vítima.

Na última quinta-feira (17), houve uma reviravolta no caso, porque novas imagens de câmeras de segurança foram liberadas — assista abaixo. A gravação inédita mostra o ganhador da Mega-Sena ao ser socorrido por uma ambulância às margens de uma rodovia de São Paulo. Na ocasião, ele tinha acabado de ser baleado.

Nas filmagens, Jonas Lucas é posto em uma ambulância da concessionária que administra a rodovia e, em seguida, levado ao hospital. A gravação mostra que a vítima ainda se mexe, porém ela não não resistiu aos ferimentos.

A polícia procura outros quatro criminosos, que também são suspeitos de envolvimento com o sequestro e a morte de Jonas. Apesar de identificados, os nomes não foram liberados para não prejudicar a investigação.

Na época do crime, os suspeitos tentaram fazer uma transferência de R$ 3 milhões da conta de Jonas Lucas, que foi obrigado a entrar em contato com a gerente do banco, pelo telefone de um dos suspeitos, e liberar a transação. No entanto, por conta do alto valor, a transferência não foi realizada. Em seguida, o grupo passou a fazer vários saques nas agências bancárias.

Depois de conseguirem cerca de R$ 18 mil, eles abandonaram Jonas, quase sem vida, na rodovia. 

Últimas