Mulher morta por ex havia feito 10 denúncias e tinha medida protetiva

Segundo a Polícia Civil, a vítima foi atingida por 14 disparos quando estava a caminho do trabalho. Ela e o ex estavam separados há seis meses

Mulher morta por ex havia feito 10 denúncias e tinha medida protetiva

Mulher morta por ex havia feito 10 denúncias e tinha medida protetiva

Reprodução/Record TV

A mulher de 43 anos que foi morta pelo ex-companheiro a caminho do trabalho na última segunda-feira (9), já havia feito 10 denúncias contra o suspeito e andava com a medida protetiva na bolsa. Só nas últimas três semanas a vítima registrou duas denúncias contra o ex.

Leia também: Gerente mata ex em Piracicaba; vítima tinha medida protetiva

Segundo a Polícia Civil, a vítima foi atingida por 14 disparos quando estava a caminho do trabalho. Ela e o ex estavam separados há aproximadamente seis meses e o homem não se conformava com o fim do relacionamento. De acordo com as primeiras informações, os desentendimentos do casal já eram bastante conhecidos pela família. 

Entre as denúncias feitas pela mulher estavam: ameaça, lesão corporal, sequestro e cárcere privado. Nos registros a vítima sempre afirmava que o suspeito estava armado. Porém, quando a PM chegava ao local, não conseguia confirmar as informações. O homem também já havia sido denunciado por outra vítima em 2015 por sequestro e cárcere privado. 

Leia também: Operação busca suspeitos de aplicar "Boa Noite Cinderela" em boates

Segundo testemunhas, o homem disparou diversas vezes contra a mulher. Em seguida, ele se sentou no chão ao lado do corpo e atirou no próprio peito. Quando as equipes de resgate chegaram, encontraram a vítima já sem vida. O suspeito segue internado.