São Paulo No Dia do Doador, hemocentros de São Paulo têm baixo estoque

No Dia do Doador, hemocentros de São Paulo têm baixo estoque

De acordo com levantamento da Fundação Pró-Sangue Hemocentro de São Paulo, as reservas operam com apenas 30% da capacidade

  • São Paulo | Do R7

Fundação pede doação de sangue antes. Veja como ajudar!

Fundação pede doação de sangue antes. Veja como ajudar!

Crédito: Reprodução

O Dia Nacional do Doador de Sangue é celebrado nesta quarta-feira (25) e o estoque de bolsas de sangue continua baixo no país. Para incentivar a doação, a Fundação Pró-Sangue Hemocentro de São Paulo e outros hemocentros do Brasil se uniram e desenvolveram uma campanha nacional.

A campanha "Somos todos do mesmo sangue" começou nesta segunda (23) e tem como objetivo destacar a importância da doação, sobretudo durante a pandemia, período em que houve queda de até 50% no número de doações em algumas regiões do Brasil. Cada hemocentro desenvolve ações locais com os doadores para incentivar a participação.

De acordo com dados atualizados pela Fundação Pró-Sangue na quinta-feira (19), as reservas operam com apenas 30% da capacidade. Os tipos AB+ e AB- são os únicos com abastecimento estável.

Os tipos O+, O- e B- são os que mais necessitam de reabastecimento. Os tipos A+, A- e B+ tem uma quantidade razoável em estoque, mas estão em estado de alerta.

Além da ação, a Pró-Sangue criou a campanha “Quem Doa Sangue Faz ao Vivo”, desenvolvida pela agência Amper, que conta com o apoio de celebridades, influenciadores e personalidade da TV participando para agradecer aos doadores e convocar mais pessoas a seguir o exemplo.

Os requisitos básicos para ser um doador e algumas orientações está disponíveis no site da Fundaçãojunto com a lista dos hemocentros de São Paulo.

Últimas