Perseguição deixa policiais feridos e 5 suspeitos detidos na zona sul de SP

Um dos suspeitos teria trocado tiros com a PM e, baleado, foi encaminhado ao Hospital do Grajaú. Avenida Atlântica foi totalmente interditada

Perseguição deixou policiais e suspeitos feridos na zona sul de SP

Perseguição deixou policiais e suspeitos feridos na zona sul de SP

Reprodução Record TV

Dois policiais militares ficaram feridos e cinco suspeitos foram detidos após uma perseguição a um carro, que segundo a polícia havia sido roubado, pela Avenida Atlântica, na altura do número 2777, no bairro Jardim Ipanema, na região de Interlagos, zona sul de São Paulo às 17h19 desta quarta-feira (22).

De acordo com o Centro de Operações da Polícia Militar, o 27º Batalhão, com apoio da Rocam (Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas), estava em operação para combater crimes de furto e roubo quando se deparou com um veículo modelo Volkswagen Gol da cor prata que teria sido roubado.

Os policiais deram ordem de parada, mas os suspeitos aceleraram e começaram a fugir pela Avenida Atlântica, dando início a uma perseguição.

Em determinado momento, o motorista do veículo realizou uma manobra que fez com que dois policiais militares caíssem de suas motos da Rocam e ficassem feridos. Durante o acompanhamento, um veículo modelo Golf, se envolveu em um acidente de trânsito próximo ao local do fim da ocorrência, mas ele não estava envolvido com o caso. O motorista não ficou ferido.

A perseguição terminou quando os criminosos colidiram contra um poste no canteiro central da Avenida e tentaram fugir à pé. O Águia 14 do Grupamento Aéreo da Polícia Militar foi acionado para socorrer o Cabo Edson ao Hospital da Polícia Militar, onde permanece internado, com fratura nas pernas.

O segundo policial, identificado como Soldado Kairo, foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros ao Hospital Geral do Grajaú com fratura no braço, mas já foi liberado.

O Águia 16 também foi encaminhado ao local para auxiliar nas buscas pelos quatro suspeitos. Um deles foi preso na Avenida João de Barros, na altura da Rua Marcílio Dias, paralela da Avenida Atlântica. Os demais tentaram fugir, mas foram encontrados e presos logo em seguida.

Um dos suspeitos chegou a trocar tiros contra a Polícia Militar e foi baleado. Ele foi atendido e encaminhado, também, ao Hospital Geral do Grajaú, onde permanece sob escolta policial. De acordo com o Centro de Engenharia de Tráfego (CET), a Avenida Atlântica foi totalmente interditada sentido Centro, junto a Praça Nicolau Aranha Pacheco.