São Paulo Polícia esperava prender braço direito de Marcola com Guinho

Polícia esperava prender braço direito de Marcola com Guinho

Gilberto Aparecido dos Santos, o Fuminho, é o líder da facção criminosa nas ruas e opera em países que fazem fronteira com o Brasil

  • São Paulo | Alexandre Garcia, do R7, e Luiz Carlos Azenha, da Record TV

Fuminho é braço direito do nome mais poderoso do PCC

Fuminho é braço direito do nome mais poderoso do PCC

Reprodução

A Polícia de São Paulo esperava capturar o principal fornecedor de drogas do PCC (Primeiro Comando da Capital) e braço direito de Marcola, Gilberto Aparecido dos Santos, o Fuminho, durante operação realizada neste sábado (7).

Tido como o cabeça das rotas internacionais de tráfico de drogas do PCC, Fuminho é líder da facção criminosa nas ruas e opera nos países da fronteira com o Brasil, como Peru e Bolívia.

De acordo com informações do DEIC (Departamento Estadual de Investigações Criminais), a expectativa era encontrar Fuminho junto com seu representante no Brasil, Valter Lima Nascimento, o Guinho, detido no final da tarde em um shopping no ABC Paulista.

O delegado titular da 3ª delegacia da Divisão de Crimes Contra o Patrimônio, Danilo Aleixiades, afirmou que a captura de Guinho coloca a polícia mais perto de outros membros do PCC. "A prisão de hoje nos coloca um pouco mais perto desse indivíduo de alcunha Fuminho. As investigações agora prosseguem para que possamos encontrar o resto da quadrilha", disse.

Faturamento do PCC chegará a R$ 800 milhões por ano

Fuminho é homem de estreita ligação com o nome mais poderoso do PCC, Marcos Willians Herbas Camacho, o Marcola. No ano passado, ele teria sido o mandante do assassinato de Gegê do Mangue, morto por um suposto desvio de dinheiro da facção.

No mês de maio, agentes de Presidente Venceslau capturaram uma carta com um plano para resgatar Marcola do Presídio Federal de Brasília. Conforme as anotações, o grupo composto por três integrantes do PCC aguardava apenas o aval de Fuminho para iniciar a tentativa de resgate.

A imagem foi removida

Últimas