São Paulo Polícia resgata cães maltratados em canil clandestino em Diadema (SP)

Polícia resgata cães maltratados em canil clandestino em Diadema (SP)

Local também foi alvo da polícia em setembro de 2019 e, na época, 75 cães foram resgatados. Dono do local é estudante de veterinária e está preso

  • São Paulo | Rafael Custódio e Edilson Muniz, da Agência Record

Doze cães foram resgatados com sinais de maus-tratos

Doze cães foram resgatados com sinais de maus-tratos

Reprodução/Record TV

Três homens e duas mulheres foram presos, nesta segunda-feira (21), em um canil clandestino na rua Sul América, no Jardim das Nações, em Diadema. O dono do local é estudante de veterinária.

Leia também: Homem é preso em flagrante acusado de matar ex-esposa em SP

No local, foram resgatados 12 animais em condições de maus-tratos e alguns medicamentos, como anabolizantes, foram apreendidos. Além do dono da casa, outras quatro pessoas que trabalhavam no local também foram presas.

A DICMA (Delegacia de Investigações a Crimes contra o Meio Ambiente) recebeu uma denúncia de que uma residência na região era utilizada para criar cachorros de forma ilegal. A equipe foi até o imóvel e conseguiu abordar um homem, que afirmou trabalhar no local como cuidador dos animais.

Após a expedição de um mandado de busca e apreensão, os agentes abordaram o dono do local, de 33 anos, um outro homem, de 58 anos e uma mulher, de 29 anos. Dentro do imóvel, foram localizados sete cães.

Leia também: Polícia resgata vítima de 'tribunal do crime' em Osasco (SP)

Em 21 de setembro de 2019, 75 cães haviam sido resgatados em condições insalubres no mesmo local.

Cães estão sob cuidado de uma ONG da região

Cães estão sob cuidado de uma ONG da região

Reprodução/Record TV

Ao mesmo tempo, em um outro imóvel, uma mulher, de 24 anos, e um homem, de 41 anos, tentavam retirar cinco animais pelo fundo da residência e colocar em uma Kombi. Eles também foram presos.

Na residência, os policiais ainda apreenderam medicamentos, insumos cirúrgicos e inúmeros Certificados de Registro Genealógicos, usados para falsificar registros de animais comercializados no canil. Os animais foram encaminhados para uma ONG da região.

Leia também: Mergulhadores realizam ação contra corais invasores no litoral de SP

O dono do canil clandestino foi preso em flagrante e vai responder pelos crimes de praticar abuso a animais, construir estabelecimentos poluidores, violação de domicílio e fraude processual.

Os outros quatro detidos foram liberados após pagamento de fiança. O caso foi registrado pela Delegacia do Meio Ambiente de Diadema.

O trabalho contou com apoio da GCM (Guarda Civil Municipal) e fiscalização das secretarias de Habitação e Desenvolvimento Urbano e de Meio Ambiente, além de veterinária do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses). 

Últimas