Prejuízo de Lamborghini que ficou submersa pode chegar a R$ 600 mil

Peça mais cara pode passar dos US$ 10 mil (cerca de R$ 40 mil) enquanto a mais barata pode custar US$ 50 (aproximadamente R$ 200)

Prejuízo de Lamborghini que ficou submersa pode chegar a R$ 600 mil

Prejuízo de Lamborghini que ficou submersa pode chegar a R$ 600 mil

Divulgação

O prejuízo para consertar a Lamborghini que ficou submersa depois das fortes chuvas que caíram sobre São Paulo na segunda-feira (10) pode passar de R$ 600 mil. Fernando Santos, designer de veículos responsável pelo superesportivo, contou que o carro foi desmontado em um trabalho intensivo de 12 horas por dia, durante três dias seguidos. 

Leia também: ‘Não durmo’, diz empresário após enchente atingir Lamborghini

Todas as peças foram removidas, higienizadas e o processo de restauração dos itens eletrônicos foi realizado. Agora a equipe de dez pessoas está trabalhando na remontagem do carro. Fernando afirma que só terá noção do prejuízo total e de quais peças poderão ser aproveitadas quando tentarem dar partida no veículo, o que deve acontecer nesta sexta (21).

O designer conseguiu uma parceria com uma oficina especializada em carros de luxo devido à repercussão do caso e, por isso, não pagará pela mão de obra. O luxuoso italiano ficou submerso em uma garagem na Vila Leopoldina por quase 24h.

Leia também: Temporal causa alagamentos em avenidas e ruas de São Paulo

O empresário está ansioso para ligar o carro e demonstra otimismo. “Já estou me sentindo bem melhor do que na semana passada”, afirma. Segundo Fernando, o próximo passo é buscar parceiros para a troca das partes danificadas, que só serão identificadas a partir do momento em que tentarem dar a partida no veículo. A peça mais cara pode chegar a US$ 10 mil (cerca de R$ 40 mil) enquanto a mais barata pode custar US$ 50 (aproximadamente R$ 200). O cálculo de R$ 600 mil é uma estimativa pessimista, levando em conta o valor de 45 peças que mais sofreram avarias na enchente. 

A Lamborghini do modelo Húracan faz parte de um projeto de uma produtora de vídeo, que começou uma série sobre a transformação do carro. O veículo foi doado por um milionário anônimo para um leilão cujo dinheiro seria destinado à caridade. A produtora não sabe se vai conseguir concretizar o objetivo. Por enquanto, estão gravando todo o processo de recuperação do carro e produzindo conteúdo para a série sobre a montagem e customização do superesportivo, no ar desde setembro do ano passado.

*Estagiária do Portal R7 sob a supervisão de Clarice Sá