São Paulo SP: Motociclistas protestam após entregador ser morto por ônibus

SP: Motociclistas protestam após entregador ser morto por ônibus

Ato homenageou o motoboy Alan Souza, de 27 anos, que morreu na noite de terça-feira (22), em um cruzamento na Mooca, zona leste de São Paulo

  • São Paulo | Do R7, com Agência Record

Motociclistas protestaram na zona leste de SP

Motociclistas protestaram na zona leste de SP

Reprodução

Motociclistas se reuniram na noite desta quarta-feira (23) no cruzamento da rua da Mooca com a avenida Paes de Barros, na região da Mooca, zona leste de São Paulo. O local é onde o entregador Alan Souza, de 27 anos, morreu após um acidente com ônibus, na noite desta terça-feira.

"Acidente a gente vê praticamente todo dia, sempre um carro que bate, sempre um motoboy que se machuca", diz o comerciante Danilo Oliva, de 23 anos, que também é motociclista e participou do protesto.

Veja também: Câmera flagra acidente impressionante de motociclista em SP

A Polícia Militar foi acionada para acompanhar a manifestação. O protesto, que foi pacífico, durou cerca de 30 minutos. Os motociclistas portavam cartazes, camisetas brancas, e a motocicleta da vítima foi levada em uma caminhão.

De acordo com pessoas que testemunharam o acidente, Alan estava descendo a rua da Mooca e, antes do choque, perdeu o controle da motocicleta, parando no meio do cruzamento. Nesse momento, um ônibus que vinha pela avenida Paes de Barros o atropelou.

O motorista, que fazia linha Vila Alpina/Metrô Bresser Mooca, foi submetido ao teste do bafômetro, que acusou negativo para o consumo de álcool. Na delegacia, o condutor do ônibus disse que o sinal estava aberto para ele. No entanto, a polícia solicitará imagens de câmeras de monitoramento para investigar se houve descumprimento das normas de trânsito.

A ocorrência foi registrada no 56º Distrito Policial da Vila Alpina.

Últimas