São Paulo SP: ônibus vão aceitar pagamentos no cartão de crédito e débito

SP: ônibus vão aceitar pagamentos no cartão de crédito e débito

Novas opções de pagar tarifa entram em vigor na próxima segunda-feira (16). Segundo a prefeitura, 200 veículos farão parte desse novo sistema

SP: ônibus vão aceitar pagamentos no cartão de crédito e débito

Tarifa poderá ser paga com cartão

Tarifa poderá ser paga com cartão

Willian Moreira / Estadão Conteúdo / 12.09.2019

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), anunciou nesta quinta-feira (12) os novos meios de pagamento de tarifa nos ônibus do município. A partir de segunda-feira (16), os usuários poderão efetuar a compra por meio de cartão de débito, crédito e QR Code.

Leia também: Metrô e CPTM testam sistema com QR code para pagamento de tarifa

Serão 200 veículos, de 12 empresas de ônibus, que farão parte desse novo programa - tais as linhas atendem 2,9 milhões de usuários. Segundo a administração pública, o sistema de ônibus atende, por dia, 10 milhões de passageiros.

Inicialmente, o sistema aceitará as bandeiras Visa e Mastercard - juntas, as companhias atendem por 90% dos cartões. A inclusão da bandeira Elo está em andamento. O funcionamento do programa piloto começará na próxima segunda e a escolha das linhas foi feita com o objetivo de atender a todas as regiões da cidade.

A implantação do projeto não gerou custos a prefeitura, uma vez que isso ficará a cargo dos parceiros. O novo sistema durará três meses ou até que atinja o limite de 500 mil transações.

Questionado se a ação pode inviabilizar futuramente os postos de cobradores, Covas argumentou que as passagens pagas com dinheiro correspondem a menos de 5%. “O que estamos analisando em relação a isso é a forma que não haja mais contratos e o reaproveitamento desses funcionários dentro da companhia”, disse.

Veja também: Veja qual o melhor aplicativo para recarregar o cartão de transporte

Sistema

Para utilizar o novo sistema, é preciso que o cartão de crédito ou débito tenha a tecnologia de pagamento por aproximação, chamada de NFC, desbloqueada previamente. Dentro do veículo será possível verificar se há as bandeiras autorizadas, o que indica que aceita o novo método de pagamento. Para usar, basta aproximar o cartão, assim como o Bilhete Único. A cobrança da tarifa aparecerá na fatura ou no extrato da conta do usuário.

O presidente da Visa, Fernando Teles, garante que o método é seguro. "O pagamento por aproximação acaba sendo mais seguro do que o tradicional. Não tem nenhum contato do cartão com outra mídia e o desgaste das máquinas é muito menor, fora uma série de regras para eliminar qualquer tipo de fraude, como um número máximo de transações", diz.

Questionado sobre a estabilidade da internet em locais públicos, João Pedro, presidente da Mastercard, explica: “os usuários irão aproximar o cartão e, se em três segundos a catraca não for liberada, passará como diferido. Ou seja, o cartão dá autorização, o passageiro entra e, quando o WiFi conectar de volta, a transação é feita e validada”.

Veja, abaixo, as linhas que vão adotar o novo sistema:

675R/10 Grajaú - Metro Jabaquara
715M/10 Jardim Maria Luiza - Largo da Pólvora
807M/10 Terminal Campo Limpo - Shopping Morumbi
908T/10 Parque Dom Pedro II - Butantã
917M/10 Morro Grande - Metrô Ana Rosa
917M/31 Morro Grande - Metrô Ana Rosa
2002/10 Terminal Bandeira - Terminal Parque Dom Pedro II
2590/10 União de Vila Nova - Parque Dom Pedro II
4031/10 Parque Santa Madalena - Metrô Tamanduateí
5129/10 Jardim Miriam - Terminal Guarapiranga
5129/41 Jardim Miriam - Santo Amaro
6030/10 Unisa Campos - Terminal Santo Amaro
9300/10 Terminal Casa Verde - Terminal Parque Dom Pedro II
9500/10 Terminal Cachoeirinha - Praça do Correio