São Paulo Suspeito de matar policial civil vítima de latrocínio é preso em SP

Suspeito de matar policial civil vítima de latrocínio é preso em SP

Jovem e outros dois suspeitos mataram Eduardo In Chang, de 33 anos, na porta da casa dele, na tarde deste sábado (10), na região do Butantã

  • São Paulo | Edilson Muniz, da Agência Record

Eduardo In Chang, de 33 anos, tentou segurar criminoso armado e foi atingido

Eduardo In Chang, de 33 anos, tentou segurar criminoso armado e foi atingido

Reprodução

Axel Luiz Caetano Oliveira Silva, de 19 anos, foi preso na noite deste sábado (10) acusado de ter matado o policial civil Eduardo In Chang, vítima de latrocínio na tarde do mesmo dia.

Leia também: PM acaba com Baile Funk e apreende 90 motos em Diadema (SP)

O jovem deixou a carceragem do 77° DP (Santa Cecília) por volta das 8h30 desta segunda-feira (12) em direção ao IML Norte (Instituto Médico Legal), onde passará por exame de corpo de delito. Após os exames, Axel seguirá ao Centro de Detenção Provisória Belém II.

A prisão temporária de um segundo suspeito, identificado como Caíque Moura dos Santos, também foi decretada. A mulher do policial, também vítima do assalto, afirmou reconhecer o jovem que a abordou, armado, no interior da própria casa. O terceiro suspeito ainda não foi identificado.

Caíque e o outro envolvido ainda estão foragidos. Equipes da Polícia Civil fazem diligências na comunidade San Remo, na região do Butantã, zona oeste da capital, a fim de localizá-los.

Leia também: SP testa alunos da rede estadual a partir desta segunda-feira (12)

De acordo com o Boletim de ocorrência, após o crime investigadores da 1ª Seccional do Centro se dirigiram até o 51° DP (Butantã) para obter mais informações e foram informados de que o trio que participou do crime havia fugido em direção à comunidade.

Axel, que já possui diversas passagens pela polícia, foi encontrado na casa de uma amiga, na comunidade San Remo. De acordo com a polícia, o suspeito se negou a dar qualquer detalhe do crime, como onde seus parceiros estariam ou onde a arma foi escondida.

As bicicletas utilizadas no crime foram localizadas por investigadores do 93° DP (Jaguaré) dentro da comunidade San Remo, onde também foi apreendida uma espingarda calibre 22. O endereço era próximo ao local onde Axel foi localizado.

Últimas