Troca de tiros entre PM e suspeito termina com idoso morto em SP

Militares dizem à Polícia Civil que estavam atrás de traficante

Aposentado morre após ser baleado em SP

Aposentado morre após ser baleado em SP

Arquivo pessoal

O pedreiro aposentado Ângelo Conceição, de 70 anos, morreu após ser baleado durante ação da Polícia Militar no bairro do Areião, em São Bernardo do Campo, na manhã da última quinta-feira (27). 

Segundo investigações da Polícia Civil, o idoso apareceu baleado depois que o policial militar cabo Marcos Rogério da Silva atirou para “revidar uma injusta agressão”, que teria sofrido de um suspeito que estava sendo procurado pela PM. O cabo Marcos afirma que revidou aos dois disparou efetuados pelo suspeito.

Número de mortes em intervenção policial sobe 17% na capital

Em nota, a SSP (Secretaria de Segurança Pública) informou que "a investigação está com diligências em andamento, as armas dos policiais foram apreendidas e encaminhas a perícia, assim como uma arma encontrada no local, que seria de um procurado da Justiça" (leia a nota na íntegra no final da reportagem).

A Polícia Civil do 6º Distrito Policial do município onde aconteceu o caso, na Grande São Paulo, aponta que o cabo Marcos estava acompanhado do soldado Gilson Machado Gomes, ambos do 6º BPM/M (Batalhão de Polícia Militar Metropolitano).

Os policiais militares teriam ido ao bairro do Areião atrás de um traficante que havia sido denunciado à polícia. Segundo as investigações, quando chegaram no local denunciado, os PMs localizaram o suspeito em uma das casas de um terreno com três residências.

Enquanto os militares batiam na porta, o suspeito teria fugido por uma janela dos fundos. Os militares disseram à Polícia Civil que a mulher do suspeito indicou onde o marido estava, mesmo ele tendo dado fuga pela janela.

Confrontos em SP: 44 pessoas morrem para cada PM assassinado

De acordo com as informações dadas pela Polícia Militar aos policiais civis, após o cabo Marcos perseguir o suspeito a pé em um campo de futebol, o homem perseguido teria sacado uma arma e atirado duas vezes contra o PM, que disparou uma vez.

Depois da suposta troca de tiros, moradores do local informaram aos policiais que Ângelo havia sido baleado. Os próprios policiais militares socorreram o aposentado para o Pronto-Socorro Municipal Central, onde não resistiu ao ferimento.

Segundo a Polícia Civil, o suspeito de tráfico de drogas denunciado acabou fugindo no momento que o PM atirou.

O advogado Ariel de Castro Alves, do Condepe (Conselho Estadual de Direitos Humanos), que está acompanhando o caso, afirma que a entidade encaminhou o Boletim de Ocorrência do caso para a Ouvidoria de Polícia e pediu acompanhamento do caso.

Ariel diz que “precisa ser apurado pela Corregedoria da PM e pela Polícia Civil se o disparo que atingiu o idoso partiu das armas dos PMs”. O advogado ainda conta que “os laudos do IML e do Instituto de Criminalística serão fundamentais para elucidar a origem dos disparos”.

A polícia apreendeu duas pistolas Taurus calibre ponto 40, pertencentes aos PMs Marcos e Gilson, e um revólver Taurus calibre 38, que teria sido encontrado em um barranco perto do campo de futebol onde o suspeito fugiu.

Nota oficial

"A Policia Civil de São Bernardo do Campo informa que o caso está sendo investigado por meio de inquérito policial pelo 6º DP do Município. A investigação está com diligências em andamento, as armas dos policiais foram apreendidas e encaminhas a perícia, assim como uma arma encontrada no local, que seria de um procurado da Justiça. A Polícia Civil irá ouvir testemunhas e aguarda os laudos periciais. A Polícia Militar acrescenta que o 6º BPM/M, batalhão da área, instaurou inquérito policial militar para investigar todas as circunstâncias do fato, acompanhado pela Corregedoria".

*Kaique Dalapola, estagiário do R7