São Paulo Vídeo mostra confusão em que são-paulino é atingido por bean bag da Polícia Militar

Vídeo mostra confusão em que são-paulino é atingido por bean bag da Polícia Militar

Rafael Garcia, de 32 anos, estava nos arredores do Morumbi quando foi alvejado por uma munição considerada não letal

  • São Paulo | Do R7

Um vídeo feito por um morador do bairro do Morumbi, na zona sul de São Paulo, mostrou a confusão na qual o torcedor do São Paulo Rafael Garcia, de 32 anos, foi atingido por uma bean bag da Polícia Militar. O são-paulino, alvejado na cabeça, não resistiu ao ferimento e morreu após a confusão que houve durante a comemoração do título da Copa do Brasil.

Durante a gravação, é possível ver torcedores do São Paulo de um lado da rua, enquanto militares se agrupam do outro. Logo em seguida, surge o som de cinco disparos similares aos de uma arma de fogo. Posteriormente, Rafael aparece no chão, desacordado.

Rafael foi atingido na cabeça

Rafael foi atingido na cabeça

Reprodução/Redes Sociais

Um grupo são-paulinos tenta retirar a vítima do chão, mas é impedido por policiais militares, que os afastam com cassetetes. Pouco tempo depois, um grupo maior consegue virar o homem. Rafael chegou a ser levado a um hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

À época, a Polícia Militar informou que o torcedor havia sido atingido por um dos animais da cavalaria da corporação. Entretanto, o vídeo mostra que os militares montados não interagiram com Rafael.

A Polícia Civil de São Paulo emitiu um laudo no qual confirma que a causa da morte do torcedor foi, de fato, o tiro de bean bag na cabeça. A munição é utilizada justamente para o controle de multidões, sem potencial ofensivo para causar mortes.

Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu WhatsApp
Compartilhe esta notícia no WhatsApp
Compartilhe esta notícia no Telegram

A família de Rafael, por sua vez, entrou com uma ação na Justiça de São Paulo na qual pede indenização de R$ 1 milhão contra o estado pela morte do torcedor.

Bando do Magrelo: fotos mostram grupo rival do PCC com armas, carros e drogas

Últimas