Saúde Casos de doenças sexualmente transmissíveis crescem nos EUA 

Casos de doenças sexualmente transmissíveis crescem nos EUA 

Casos de sífilis subiram 29%; dados mostram aumento de casos de gonorreia e clamídia

Casos de doenças sexualmente transmissíveis crescem nos EUA 

Houve redução no uso de preservativo

Houve redução no uso de preservativo

Thinkstock

Os casos de DST (doenças sexualmente transmissíveis) estão aumentando nos Estados Unidos, segundo dados do Departamento de Saúde americana, publicado pelo o site do New York Post.

Segundo a publicação, os casos de pessoas com sífilis subiram 29%, no último ano, pulando para 1.700. E a maioria delas é acima de 34 anos. 

Os dados também mostram um aumento de 6,5% nos casos de pessoas infectadas por gonorreia (para 8.514) e de 6,2% os casos de clamídia 32.604) entre 1 janeiro e 30 junho de 2016, comparando com o mesmo período de 2015.

A maior parte dos novos casos de doenças sexualmente transmissíveis estão na faixa etária entre 15 e 34 anos.

De acordo com Susan Blan, comissária-adjunto do Departamento de Saúde da cidade, houve uma redução no uso do preservativo, mas o "fato é que precisamos que incentivam o uso do preservativo."

Brasil vive epidemia de sífilis. Feridas no órgão sexual, febre e dor de cabeça são sinais da doença

Pesquisa realizada com estudantes do ensino médio, em 2013, mostra que 67,8% declararam que tinham usado preservativo na última vez que tiveram relações sexuais — abaixo de 76,4% realizado em 2003.