Tecnologia e Ciência Pessoas podem se comunicar durante um sonho, diz estudo

Pessoas podem se comunicar durante um sonho, diz estudo

Cientistas constataram que indivíduos podem responder perguntas e problemas matemáticos através de movimentos faciais

36 voluntários participaram do estudo

36 voluntários participaram do estudo

Pixabay

Pessoas que estão tendo sonhos lúcidos podem se comunicar através de expressões monossilábicas e até resolver contas matemáticas básicas através de movimentos faciais e oculares. Isso foi revelado por uma pesquisa realizada por cientistas de universidades dos EUA, França, Holanda e Alemanha.

Para desenvolver o estudo, os neurocientistas contaram com 36 voluntários enquanto eles tinham sonhos lúcidos, que é quando a pessoa adormecida sabe que está sonhando. Depois de realizados os testes nos quatro países, eles foram todos colocados juntos para a obtenção dos resultados. 

Leia mais: A pandemia está afetando os sonhos da população, diz estudo

Antes de começar os testes, os neurocientistas ensinaram os indivíduos a responder perguntas movendo os olhos três vezes para a esquerda, ou franzindo a testa, por exemplo.

Ao todo, ao longo de 57 sessões de sono foram feitas 158 perguntas para estas pessoas, e elas foram capazes de seguir algumas instruções, fazer operações de matemática básica, responder perguntas de “sim ou não”, além de diferenciar várias informações ditas durante o experimento.

Para responder as questões propostas, os voluntários usaram os sinais que aprenderam antes de adormecer, que incluíam sorrir ou franzir a testa, mover os olhos várias vezes para indicar uma soma ou até mesmo mover os olhos em padrões que correspondiam ao código Morse.

“Descobrimos que os indivíduos que estão em um sonho lúcido podem interagir com um cientista e se comunicar em tempo real. Também mostramos que os sonhadores são capazes de compreender perguntas, engajar-se em operações matemáticas e produzir respostas”, destacou Ken Paller, neurocientista da Northwestern University e co-autor do estudo, em comunicado divulgado.

Leia mais: NASA mostra primeira imagem da Perseverance em Marte

Depois de acordarem, os voluntários mostraram que se lembraram de algumas perguntas feitas durante o período dos sonhos. Um disse que ouviu os problemas matemáticos vindos de um rádio, outro afirmou que estava em uma festa quando ouviu uma espécie de narrador perguntar se ele sabia falar espanhol.

Segundo os cientistas, o estudo tem como objetivo fazer com que, no futuro, essa técnica possa ser usada de maneira terapeutica para auxiliar as pessoas a lidarem com sonhos relacionados a traumas, ansiedade e depressão.

*Estagiário do R7 sob supervisão de Paulo Guilherme

Últimas