Cidades

26/2/2013 às 00h20 (Atualizado em 26/2/2013 às 13h29)

Polícia de Santa Maria irá concluir investigação sobre incêndio na boate Kiss até o fim de semana

Segundo delegado, mais 150 pessoas serão ouvidas antes da finalização do inquérito 

Ana Ignacio, do R7

Até o momento, cerca de 350 pessoas já foram ouvidas pela polícia. Número deve chegar a 500 Ricardo Moraes/Reuters

O delegado Sandro Meinerz, um dos responsáveis pela investigação do incêndio na boate Kiss, em Santa Maria, que causou a morte de 239 pessoas, informou que o inquérito policial do caso será finalizado até o próximo domingo, dia 3 de março. Previsto para ser encerrado nesta terça-feira (26), o prazo foi estendido por mais cinco dias.

— Vamos finalizar o inquérito só no final de semana. Como a prisão temporária dos suspeitos expira no dia 3, temos até lá para terminar o inquérito.

Desde o dia 28 de janeiro, dois integrantes do Gurizada Fandangueira — o vocalista Marcelo de Jesus dos Santos e o produtor musical Augusto Bonilha Leão — estão presos temporariamente, assim como os dois sócios da Kiss, Elissandro Spohr e Mauro Hoffmann. Spohr foi encaminhado à Penitenciária de Santa Maria após receber alta do hospital de Cruz Alta, onde estava sob custódia da polícia.

Preocupado com saúde mental, médico quer que dono da boate Kiss vá para outro presídio

Após suposta tentativa de suicídio, sócio da boate Kiss é sedado e algemado em cama de clínica

Sobre a investigação, o delegado disse também que até o momento cerca de 350 pessoas já foram ouvidas pela polícia e o número deve chegar a 500 até o fim da semana. Há possibilidade de indiciamento de pessoas relacionadas aos donos da boate — o estabelecimento está no nome da mãe e da irmã de um dos sócios — e a investigação está focada também nos possíveis problemas na expedição do alvará da boate.

— Estamos preocupados em correr atrás das provas. Estamos ouvindo testemunhas, bombeiros e funcionários da prefeitura sobre a questão dos alvarás. Estamos muito centrados nessa questão dos alvarás.

Segundo Meinerz, a polícia quer saber se houve envolvimento de funcionários na liberação de funcionamento da casa.

— É o que queremos ver. [Por enquanto], não temos informação que possa dizer que é exatamente isso.

Delegado não descarta pagamento de propina para funcionamento da boate Kiss com irregularidades 

Há um “empurra-empurra de culpa”, diz delegado sobre depoimentos após incêndio em boate no RS

Para ajudar na busca por testemunhas para eventuais depoimentos, a Polícia Civil criou, no dia 8 de fevereiro, uma página na internet onde pessoas que estavam na boate Kiss na noite do incêndio podem se cadastrar. Na época, o delegado explicou que todos que estavam na casa noturna são tratados como vítimas de tentativa de homicídio com dolo eventual, mesmo que tenham saído ilesos.

Um mês de tragédia

A tragédia vai completar um mês nesta quarta-feira (27). O incêndio na boate Kiss, em Santa Maria, a 290 km de Porto Alegre, aconteceu na madrugada do dia 27 de janeiro e deixou 239 mortos e mais de cem feridos. O fogo teria começado quando a banda Gurizada Fandangueira se apresentava. Segundo testemunhas, durante o show foi utilizado um sinalizador — uma espécie de fogo de artifício chamado "sputnik" — que, ao ser lançado, atingiu a espuma do isolamento acústico, no teto da boate. As chamas se alastraram em poucos minutos.

A casa noturna estava superlotada na noite da tragédia, segundo o Corpo de Bombeiros. O incêndio provocou pânico e muitos não conseguiram acessar a única saída da boate. Os proprietários do estabelecimento não tinham autorização dos bombeiros para organizar um show pirotécnico na casa noturna. O alvará da casa estava vencido desde agosto de 2012.

Polícia faz busca na casa dos músicos da banda Gurizada Fandangueira no RS

Dono de boate passa primeira noite em penitenciária e pede transferência

Esta é considerada a segunda maior tragédia do País depois do incêndio do Grande Circo Americano, em Niterói, região metropolitana do Rio de Janeiro. Em 17 de dezembro de 1961, o circo pegou fogo durante uma apresentação e deixou 503 mortos.

 

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade

Vitrine de ofertas

Compartilhe
Compartilhe
Engoliu presilha

“Minha joia mais preciosa descansou nos meus braços”, diz mãe de criança

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Pacto de morte coletivo

Pais dizem que filhas não demonstraram variação no comportamento

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Goiânia

Familiares de vítimas de serial killer ficam frente a frente com suspeito

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Crime bárbaro

Mãe conta como matou a filha de 7 anos para ritual no PR; ossada é encontrada

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
  • Últimas de Cidades

  • Últimas de Notícias

Compartilhe
Braço amputado

Tigre ataca menino de 11 anos em zoo do Paraná ; pai responderá por lesão

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!